Lockdown ‘não tem defesa’ e traz resultados piores do que não fechar, diz médico

Em entrevista ao Opinião no Ar, da RedeTV!, neurocirurgião Paulo Porto defende 'lockdown inverso' adotado em Chapecó (SC), com isolamento dos que transmitem o vírus
-Publicidade-
O neurocirurgião Paulo Porto criticou o <i>lockdown</i>
O neurocirurgião Paulo Porto criticou o lockdown | Foto: Reprodução/YouTube

Em entrevista ao programa Opinião no Ar, da RedeTV!, nesta segunda-feira, 12, o médico neurocirurgião Paulo Porto criticou a decisão de prefeituras e governos estaduais pelo Brasil de decretar o lockdown ou mesmo medidas mais duras de restrição da locomoção das pessoas, na tentativa de reduzir a disseminação do novo coronavírus. Segundo ele, o lockdown “não tem defesa”.

Leia mais: “Janaina Paschoal: ‘É impossível seguir com esse fechamento’”

-Publicidade-

“Em relação ao lockdown, não tem defesa. Temos dados abundantes de que o efeito do lockdown é pior do que o efeito de deixar as coisas abertas”, afirmou Porto. Citando estudos internacionais, o médico disse ainda que há dados científicos que assinalam que “o lockdown pode ser de 5 a 50 vezes pior do que deixar a sociedade completamente aberta”.

Leia também: “Estado de São Paulo volta hoje à fase vermelha; saiba o que muda”

“Na minha opinião, o que deveria ser realizado é o que foi encampado pelo prefeito de Chapecó: um lockdown inverso. Você pegar aqueles que estão em período de transmissão, e estes, sim, mantê-los isolados”, explicou o médico.

Leia também: “Prefeito de Aparecida afirma que não recebeu ajuda do governo de SP”

Silvio Navarro, editor-executivo de Oeste, e Rodrigo Constantino, colunista da Revista, participaram da entrevista. O programa — que também entrevistou o prefeito de Aparecida, Luiz Carlos Siqueira, como noticiamos — é apresentado por Luís Ernesto Lacombe e conta com a participação da jornalista Amanda Klein.

Leia também: “‘Não há justificativa para o nosso setor estar fechado’, diz presidente de associação de shoppings

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site