Marinha do Brasil recebe helicóptero de ataque antinavio

Novo helicóptero da Marinha do Brasil é capaz de lançar mísseis Exocet a 70 quilômetros de distância do alvo
-Publicidade-
Helicóptero H225M Super Cougar é entregue à Marinha do Brasil
Helicóptero H225M Super Cougar é entregue à Marinha do Brasil | Foto: Eny Miranda/Helibras

A Marinha do Brasil recebeu nesta quarta-feira, 24, um novo helicóptero, capaz de lançar o míssil Exocet AM39 B2M2, uma arma de longo alcance que pode destruir navios de guerra.

O consórcio Helibras-Airbus entregou o helicóptero H225M em sua versão naval para a Marinha do Brasil na base aérea de São Pedro d’Aldeia, no Rio de Janeiro. Ele é um helicóptero do tipo Super Cougar.

A vantagem desse novo tipo de armamento é que o helicóptero pode lançar o míssil a 70 quilômetros de distância do alvo.

-Publicidade-

Por isso, a aeronave consegue disparar o armamento sem ser ameaçada pelas defesas do navio.

O Exocet é capaz de voar a baixas altitudes. Por isso, o navio de guerra não consegue detectar o míssil com seu sistema de radar.

Mas o míssil em si não é uma novidade para a Marinha do Brasil. Até então, ele podia ser disparado de fragatas militares. A novidade é o lançamento a partir de um helicóptero.

Navio capitânia da Marinha do Brasil é um porta-helicópteros

Em 2018, o Brasil comprou da Marinha britânica seu maior navio porta-helicópteros, que foi rebatizado de Atlântico. Na época, ele era o maior navio da Marinha britânica. Esse navio de guerra é hoje o principal navio da Marinha do Brasil.

O helicóptero H225M faz parte de um contrato assinado em 2008 entre o governo brasileiro e o consórcio Helibras-Airbus que prevê a entrega de 50 helicópteros para o Exército, para a Aeronáutica e para a Marinha do Brasil. 

Além da capacidade de lançar o míssil, a aeronave também possui o sistema de radar tático  APS143, um dispositivo de defesa contra mísseis EWS IDAS-3 e o sistema de missão naval  N-TDMS, computador que integra dados de sensores e armas para auxiliar a tomada de decisão dos pilotos.

Por isso, o helicóptero entregue nesta quarta-feira é considerado o de produção mais complexa do contrato.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Mas o próprio Bolsonaro disse que foi a melhor coisa que o PT fez foi comprar armamentos para as forças armadas, isso é bem a cara do capitão mesmo.

  2. As Forças Armadas tem de receber é enxada pra capina, lançador de Tinta/veneno pra dengue e lançador de Asfalto quente, pq é a unica coisa que o consul Chinês e suas marionetes no PSDB/PT/PSOL/PCdoB/DEM permite as FA fazer. Missel de 70km pra quê? Se a embaixada do PCC fica em Brasilia e os General tem medinho?! OH MILITAR! CADE VC?! SE NAO FAZ NADA DA O FUZIL QUE VOU RESOLVER!

  3. E pensar que custaram bilhões ,quando o PT era adorado pela França por esses negócios horrendos,com uma pseuda transferência de tecnologia da Airbus França para a Airbus Brasil.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.