Médicos anunciam greve nas unidades de saúde de SP

Categoria argumenta que as equipes estão exaustas e cobra reunião com prefeitura da capital
-Publicidade-
Os médicos deram um prazo até segunda-feira para uma resposta da prefeitura
Os médicos deram um prazo até segunda-feira para uma resposta da prefeitura | Foto: Luis Melendez/Unsplash

Os médicos que atuam nas unidades básicas de saúde de São Paulo decidiram entrar em greve na semana que vem, a partir da quarta-feira 19. A decisão foi tomada ontem em assembleia.

A categoria pede à prefeitura de São Paulo e à Secretaria Municipal da Saúde a realização de uma reunião com o sindicato da categoria, além de uma resposta para a reestruturação das equipes e um plano de reposição de profissionais afastados.

Na assembleia, os médicos decidiram dar um prazo até segunda-feira 17 para a resposta e prometem reavaliar a paralisação.

-Publicidade-

A lista de reivindicações inclui: 1) contratação imediata de mais equipes para o atendimento; 2) desobrigação do comparecimento em fins de semana; 3) feriados e diálogo entre sindicato e prefeitura.

Os profissionais de saúde argumentam que as equipes estão exaustas, há jornadas intermináveis de trabalho, cobranças de metas, falta de insumos e unidades de saúde superlotadas.

Segundo o sindicato da categoria, os médicos lidam há mais de dois anos com uma intensa sobrecarga e adoecimento físico e psíquico.

O que informa o Executivo

A Secretaria Municipal da Saúde rebateu as acusações e comunicou que, desde janeiro de 2021, autorizou a contratação de equipes de enfermagem e administrativos para auxiliarem no trabalho.

“No atual momento, devido à variante Ômicron, são muitos casos em um curto período de tempo, promovendo aumento nos atendimentos nas unidades”, explicou a pasta.

Desde 8 de janeiro, as unidades passaram a abrir todos os sábados até a diminuição dos casos de sintomáticos respiratórios na capital. “Os parceiros iniciarão o cronograma de pagamento de horas extras a partir deste mês”, informou.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.