Revista Oeste - Eleições 2022

Ministério da Saúde confirma 7º caso nacional de varíola dos macacos

Homem de 34 anos no Rio Grande do Sul tem quadro clínico estável, sem complicações, e está em em isolamento domiciliar
-Publicidade-
Além dos casos confirmados, Ministério da Saúde investiga mais nove registros suspeitos
Além dos casos confirmados, Ministério da Saúde investiga mais nove registros suspeitos | Foto: Reprodução/Flickr

O Ministério da Saúde informou que o sétimo caso de varíola dos macacos foi notificado no país. De acordo com a pasta, o mais recente incidente do gênero foi confirmado na sexta-feira, 17, no Rio Grande do Sul.

Segundo o governo, o paciente é um homem de 34 anos, com histórico de viagem para a Europa. A pasta diz que o paciente está em isolamento domiciliar e apresenta estado clínico estável, sem complicações. Ele é monitorado pelas secretarias de Saúde municipal e estadual.

Dos sete casos confirmados de varíola dos macacos no país, quatro estão em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e um no Rio de Janeiro. Outros nove registros suspeitos são investigados.

-Publicidade-

A varíola dos macacos é uma doença causada por vírus e transmitida pelo contato próximo ou íntimo com uma pessoa infectada e com lesões de pele.

De acordo com o Ministério da Saúde, o contato pode se dar por meio de um abraço, beijo, massagens, relações sexuais ou secreções respiratórias. A transmissão também ocorre por contato com objetos, tecidos e superfícies que foram utilizadas pelo doente.

Não há tratamento específico, mas, de forma geral, os quadros clínicos são leves e requerem cuidado e observação das lesões. O maior risco de agravamento acontece, em geral, para pessoas imunossuprimidas com HIV/aids, leucemia, linfoma, metástase, transplantados, pessoas com doenças autoimunes, gestantes, lactantes e crianças com menos de 8 anos.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Gay?!?!
    Gente!!
    É uma doença que é instalada por contado…COMO DST, Clamídia, Herpes dentre outras do gênero. Foi oriunda/disseminada de uma festa gay POC promiscua acontecida na Espanha. Esta festa foi o marco zero que se espalhou pela Europa e de lá pro mundo…Não é perigosa, mas é extremamente desagradável e horrorosa de ver.
    CUIDADO com espreguiçadeiras e saunas de prédio que exploram AIRBNB, BOOKING.com eu proprietários que fazem do seu condominio um HOTEL/MOTEL, a famosa e hedionda sub-locação DIÁRIA. Uma verdadeira excrecência que esta assolando os edificios residenciais de SAMPA.
    Esse tipo de locação atrai, em sua esmagadora maioria, público libidinoso, histérico e que vem pra saciar suas perversões sexuais.
    Ai usa a espreguiçadeira, academia ou a saúna. PIMBA!!! Tu tem alta chance de pegar essa tal variola.
    CADÊ os Legisladores do BRASIL que não regulamenta essa atividade extremamente danosa nos prédios residenciais????!!
    CADÊ??!!
    SABIMA quem em NENHUM LUGAR NO MUNDO essa EXPLORAÇÃO por AIRBNB pode acontecer em prédios residenciais!
    Só na Put@ria BRAZILZILZIL.acontece.

  2. Depois de a direita chucra negar a Covid-19, a esquerda caviar vai negar a transmissão da varíola dos macacos em saunas e casas de massagem, dizendo que é LGBTfobia. Haja cloroquina mental.

  3. Oh historinha mal contada… para se contaminar com variola (ps: ela veio do macaco e esta(va) erradicada) é necessario contato com pessoa infectada E QUE TENHA as pustulas…. mais uma fabula de horror para ouvintes da “Grobo”

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.