Moro pede ao STF para divulgar seu depoimento à PF

Defesa do ex-ministro protocolou pedido no Supremo, no intuito de divulgar o conteúdo do depoimento que Moro deu à Polícia Federal
-Publicidade-
DF - BOLSONARO/PF/MORO/DEMISSÃO/ANÚNCIO - POLÍTICA - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante coletiva para anunciar   sua saída do governo em pronunciamento realizado na sede do Ministério, em Brasília,   nesta sexta-feira, 24 de abril de 2020. Moro acusou o presidente Jair Bolsonaro de tentar   interferir politicamente no comando da Polícia Federal para obter acesso a informações   sigilosas e relatórios de inteligência. "O presidente me quer fora do cargo", disse Moro,   ao deixar claro que a saída foi motivada por decisão do presidente.   24/04/2020 - Foto: EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
DF - BOLSONARO/PF/MORO/DEMISSÃO/ANÚNCIO - POLÍTICA - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante coletiva para anunciar sua saída do governo em pronunciamento realizado na sede do Ministério, em Brasília, nesta sexta-feira, 24 de abril de 2020. Moro acusou o presidente Jair Bolsonaro de tentar interferir politicamente no comando da Polícia Federal para obter acesso a informações sigilosas e relatórios de inteligência. "O presidente me quer fora do cargo", disse Moro, ao deixar claro que a saída foi motivada por decisão do presidente. 24/04/2020 - Foto: EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Defesa do ex-ministro protocolou pedido no Supremo, no intuito de divulgar o conteúdo do depoimento de Moro à Polícia Federal

A defesa do ex-ministro da Justiça Sergio Moro protocolou, no Supremo Tribunal Federal (STF), um pedido para que o depoimento dado por Moro à Polícia Federal seja divulgado. O pedido foi encaminhado ao ministro Celso de Mello.

“Considerando que a imprensa, no exercício de seu legítimo e democrático papel de informar a sociedade, vem divulgando trechos isolados do depoimento prestado pelo Requerente em data de 02 de maio de 2020, esta Defesa, com intuito de evitar interpretações dissociadas de todo o contexto das declarações e garantindo o direito constitucional de informação integral dos fatos relevantes — todos eles de interesse público — objeto do presente Inquérito, não se opõe à publicidade dos atos praticados nestes autos, inclusive no tocante ao teor integral do depoimento prestado pelo Requerente”, disse a defesa de Moro no requerimento ao STF.

-Publicidade-

Moro foi ouvido no último sábado, dia 2, por mais de oito horas na sede da Polícia Federal em Curitiba. No depoimento, ele foi questionado sobre as acusações de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir no trabalho da PF e em inquéritos relacionados a familiares. As acusações foram feitas pelo ex-ministro quando ele anunciou sua saída do governo, há uma semana.

Outros ministros

O depoimento de Moro à Polícia Federal fez com que o procurador-geral da República, Augusto Aras,  solicitasse a oitiva de outros ministros dentro do inquérito aberto pelo Supremo. Caso Celso de Mello aceite, a PF deverá ouvir Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo; Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional; e o ministro da Casa Civil, Braga Netto.

Aras também pede que Celso de Mello determine à Secretaria-Geral da Presidência da República o envio de cópia dos “registros audiovisuais” de uma reunião entre Bolsonaro, ministros e presidentes de bancos públicos, no Palácio do Planalto, em 22 de abril.

A intenção, segundo o documento, é confirmar a afirmação de Moro de que Bolsonaro teria cobrado, nesse encontro, a substituição do diretor-geral da PF e do superintendente da corporação no Rio de Janeiro, além de “relatórios de inteligência e informação da Polícia Federal”.

 

 

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

  1. É fácil ver a integridade de um homem: Parece que fizeram com o Moro o mesmo que tentaram (Dória e outros) fazer com o Guedes: a reação do Guedes foi de uma integridade impressionante.

  2. Isso quer dizer que ele não confia na Polícia Federal? Acha que vão tentar proteger o Presidente? Que decepção, sr. Sergio Moro. Está realmente nos mostrando sua verdadeira face.

    1. Moro, a prerrogativa de nomeação e demissão é do presidente, portanto enfie seu rabinho no meio da pernas e vá ser advogado criminalista de bandidos. Pare de chorar e se arrependa do que fez pelo resto da vida.

    1. O que ele quer é o mesmo que quis no dia que veio pedir demissão na globo: jogar para a mídia uma narrativa para desgastar o Presidente criando dúvidas e suspeitas … Emaranhar as questiunculas num aparato judicial onde nada mais se entende. Um prato cheio para a mídia que deseja destruir o PR. Moro trabalha para alguém e não para o Brasil.

  3. A célebre frase “homo homini lupus”, Plautus (254-184 a.C.), nunca foi tão atual.

    Moro ferrou suas presas nas costas de Jair Brasil e mordeu traiçoeiramente mais de 57 milhões de nós.

    Patético, furtivo, traiçoeiro, vil… Seria o caso de se interrogar: “- Até tu, Mourus?…”

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site