Número de passageiros nos aeroportos aumenta 44%

Os dados são da Infraero, que administra 37 aeroportos do país
-Publicidade-
Os terminais devem receber cerca de 3 milhões de passageiros até 3 de janeiro
Os terminais devem receber cerca de 3 milhões de passageiros até 3 de janeiro | Foto: Nelson Almeida

Com o avanço da vacinação e a diminuição dos casos registrados de covid-19 em todo o país, os brasileiros estão voltando a viajar no final do ano.

Os aeroportos administrados pela Infraero devem receber cerca de 3 milhões de passageiros até 3 de janeiro.

De acordo com a empresa, que opera 37 aeroportos em todo o país, o número será 44% maior em relação ao mesmo período do ano passado.

-Publicidade-

Segundo as informações repassadas pelas companhias aéreas, o número de pousos e decolagens deve chegar a 22,6 mil, 37% maior em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 16,5 mil, entre 18 de dezembro de 2020 e 4 de janeiro deste ano.

Volume de passageiros do setor aéreo cai 53% durante a pandemia

Em 2020, o volume de passageiros do setor aéreo caiu de 93,8 milhões para 44 milhões. Ou seja: uma queda de 53%.

O dado aparece no Estudo Redes e Fluxos do Território: Ligações Aéreas (2019-2020).

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, responsável pela elaboração, divulgou seus resultados no começo de dezembro.

A publicação revelou ainda que o número de passageiros do ano passado é 36% menor que dez anos antes (69 milhões, em 2010).

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.