Startup de carros voadores da Embraer fecha parceria e é avaliada em US$ 2,9 bilhões

Empresa será listada na Bolsa de Nova Iorque
-Publicidade-
Há demanda da iniciativa privada
Há demanda da iniciativa privada | Foto: Divulgação/Embraer

A Eve, startup de carros voadores da Embraer, anunciou nesta terça-feira, 21, que fechou um acordo com a Zanite Acquisiton Corp, companhia atuante no setor de aviação. Trata-se de uma parceria com posterior listagem na Bolsa de Nova Iorque a partir do segundo trimestre de 2022.

Dessa forma, a nova companhia, batizada “Eve Holding”, nascerá com valor patrimonial de quase US$ 3 bilhões (R$ 17,2 bilhões). A Embraer permanecerá majoritária, com 82% de participação. Espera-se que os recursos viabilizem as operações da empresa, previstas para ocorrer em 2026.

“O mercado de mobilidade aérea urbana tem enorme potencial de expansão com base em uma proposta de transporte eficiente e com zero emissões”, comunicou o CEO da Embraer, Francisco Gomes Neto. “A Eve estará muito bem posicionada para se tornar um dos principais players no segmento”.

-Publicidade-

A transação foi aprovada por unanimidade pelos conselhos de administração da Embraer e da Zanite e deve ser concluída no segundo trimestre de 2022, ainda sujeita às aprovações regulatórias, dos acionistas e demais condições habituais para a conclusão desse tipo de negócio.

Apetite pelos carros voadores da Embraer

Há demanda da iniciativa privada. Conforme a Eve, 17 clientes já encomendaram carros voadores da Embraer. Em linhas gerais, são 1.735 unidades solicitadas, que devem render à companhia pouco mais de US$ 5 bilhões. Os veículos fazem parte do projeto Embraer X.

Leia também: “O carro que voa e o trem que flutua”, reportagem de Dagomir Marquezi publicada na Edição 37 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Parabéns, Embraer! Enquanto isso outros querem “voltar à cena do crime” para ‘emprestar’ dinheiro para Cuba com garantia de charutos! É o programa Mais Charutos!

  2. E pensar que a Embraer quase foi entregue para a Boeing por preço de banana. Conhecimento é a chave da riqueza das nações no século 21. Atrás do nosso agronegócio está a ciência da Embrapa.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.