O que a Globo tem a dizer sobre a acusação de que recebia dinheiro de doleiro?

Doleiro acusou sócios do conglomerado de mídia de receber remessas mensais de dinheiro
-Publicidade-
Os irmãos João Roberto Marinho e Roberto Irineu Marinho. Eles negam acusações feitas por doleiro | Foto: CESAR ALVES/GLOBO
Os irmãos João Roberto Marinho e Roberto Irineu Marinho. Eles negam acusações feitas por doleiro | Foto: CESAR ALVES/GLOBO | joão roberto marinho e roberto irineu marinho - família marinho - grupo globo - delação - doleiro dario messer

Doleiro acusou sócios do conglomerado de mídia de receber remessas mensais de dinheiro

joão roberto marinho e roberto irineu marinho - família marinho - grupo globo - delação - doleiro dario messer
Os irmãos João Roberto Marinho e Roberto Irineu Marinho. Eles negam acusações feitas por doleiro | Foto: CESAR ALVES/GLOBO

Presidente e vice-presidente do conselho de administração do Grupo Globo, conglomerado que controla a Rede Globo de Televisão e outros veículos de comunicação, os irmãos Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho negaram as acusações feitas pelo doleiro Dario Messer.

-Publicidade-

Leia mais: “Globo ignora STF e cobra Bolsonaro por condução da pandemia”

Em delação premiada, o homem conhecido por ser o “doleiro dos doleiros” declarou, por exemplo, que os irmãos da família Marinho seriam beneficiários de suposto esquema. Conforme registrado por Oeste, Messer afirmou que os empresários de mídia chegavam a receber até US$ 100 mil por mês.

Negação

Tais acusações, contudo, são negadas por Roberto Irineu e João Roberto. Por meio de nota enviada ao site da revista Veja, os dois garantem que “nunca realizaram operações de câmbio não declaradas às autoridades”.

“A respeito de notícias divulgadas sobre a delação de Dario Messer, vimos esclarecer que Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho não têm nem nunca tiveram contas não declaradas às autoridades brasileiras no exterior. Da mesma maneira, nunca realizaram operações de câmbio não declaradas às autoridades”, afirma a dupla da Globo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. A própria resposta dos irmãos Marinho é fraca… está claro que usaram laranjas. Mas a acusação é de que foram os beneficiários, e isso nem negaram

  2. Seria muito divertido o Jornal Nacional nos presentear filmando a Policia Federal fazendo operação nas residencias de diretores da Globo. Nessa denúncia deve ter muita celebridade aparentemente honrada, séria e defensora da inclusão social e dos direitos humanos, delatadas. Preocupa-nos se ela for seletiva, porque se o doleiro vai devolver r$ 1 bi, quanto bilhões de dollares movimentou? Afinal em nosso pais, Queiroz, mesmo sendo o menor, é o mais conhecido dos malfeitores das famosas raspadinhas das ALERJS de todo nosso pais.
    Infelizmente há autoridades que cometem o crime da vazamentos de alguns envolvidos e são seletivos com outros. Por isso, creio que é muito importante que arquivos das procuradorias regionais também sejam conhecidos da autoridade maior do MPF. Afinal, são todos da mesma casa, não é?

  3. Se o Dario Messer tivesse dito que fez “negócios” com uma velhinha chamada “Ofelia” em quem a sociedade acreditaria? Com certeza, uns 80% a 90% acreditariam na velhinha. Fácil! A senhora é de idade e o doleiro é um criminoso. É difícil acreditar num criminoso, mas quando este já foi pego e não tem nada a perder; pelo contrário, ganha benefícios de redução de pena e outros, ele dá sim, os nomes dos bois. Os Marinhos estão sim, metidos nessa!

    1. O Grupo Globo deveria parar de funcionar até que as investigações sejam concluídas, para que não haja interferência do acusado através dos seus canais de informação.

  4. O q fica claro na minha opinião é q existem duas lava jato, uma é q realmente vai atrás d todos, exemplo a lava jato do Rio q pega juízes, desembargadores, políticos, doleiros e agora barões da mídia. E a outra, que pega exclusivamente o PT mais ninguém, inclusive protege PSDB e seus associados. Temos q estudar o caso BANESTADO p entender esse fenômeno. Na minha opinião assim como Bolsonaro atravessou o caminho d políticos em Brasília, o juiz Bretas atravessou o caminho da justiça brasileira.

    1. E em relação às informações constantes no livro Cartão Vermelho de Ken Bensinger, que a Globo Livros comprou os direitos para o Brasil com a intenção inicial de não publicar? Os dados também são mentirosos? Refutem o investigador americano…

      1. Muito bom!
        Como com o governo Bolsonaro, as máscaras estão caindo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.