Os escritores que procurem outro lugar

O músico Gilberto Gil foi eleito para a cadeira de número 20 da Academia Brasileira de Letras
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

A Academia Brasileira de Letras já contava com cineastas, economistas, sociólogos, atores e agora conta também com o músico Gilberto Gil. Os escritores que procurem outro lugar. Ou então gravem discos, atuem ou dirijam peças e filmes.
Ele teve 21 dos 34 votos possíveis. O poeta Salgado Maranhão recebeu sete votos e houve seis votos nulos ou brancos. A professora Cleonice Berardinelli está com 105 anos e não votou.

Como dizia o Millôr Fernandes: “A Academia Brasileira de Letras é composta de 39 imortais e um morto rotativo”. Mas desta vez há cinco vagas. Isto quer dizer que 13 dos 34 eleitores esperavam e trabalharam por outro resultado. É assim qualquer eleição.

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.