Osasco, na Grande São Paulo, premia crianças vacinadas com ‘certificado de coragem’

Documento ressalta que os pequenos demonstraram 'bravura' e que estão 'protegidos' contra a covid-19
-Publicidade-
Osasco na Grande São Paulo, vacina crianças com e sem comorbidades de 5 a 11 anos no drive-thru de vacinação neste domingo (23). Após ser vacinada, criança ganha um livro infantil, um certificado de coragem e um kit de medicamento caso haja alguma reação | Foto: Aloisio Mauricio/Estadão Conteúdo
Osasco na Grande São Paulo, vacina crianças com e sem comorbidades de 5 a 11 anos no drive-thru de vacinação neste domingo (23). Após ser vacinada, criança ganha um livro infantil, um certificado de coragem e um kit de medicamento caso haja alguma reação | Foto: Aloisio Mauricio/Estadão Conteúdo | Foto: Aloisio Mauricio/Estadão Conteúdo

Desde o início da imunização infantil contra a covid-19 em Osasco, na Grande São Paulo, todas as crianças vacinadas com a primeira dose saíram com um “certificado de coragem”, além de um livro da campanha “Vacina no Braço”.

No documento, há o seguinte texto: “Certifico que [nome da criança] enfrentou com determinação a agulhinha da vacina, demonstrando a sua coragem e bravura, e agora está protegido (a) contra o coronavírus”.

Conforme a prefeitura, desde o início da vacinação, em 16 de janeiro até a noite de ontem, foram vacinadas no município 7.835 crianças, sendo 3.845 com comorbidades e 3.990 sem. Desse total, 1.354 só nos dias 22 e 23.

-Publicidade-

Até o sábado 29, a prefeitura informou que seguirá com a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos com e sem comorbidades, exclusivamente nos postos dos shoppings União e SuperShopping.

A ideia do certificado e do livro é estimular que mais crianças sejam vacinadas no município e incentivar a leitura, segundo o Executivo municipal.

Leia também: “O tabu sobre as vacinas”, reportagem publicada na Edição 96 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

  1. Vacina ou veneno? As crianças deveriam ser poupadas e não servir de cobaias das grandes farmacêuticas. Daqui a 20 anos qual será a consequência? Quem se responsabilizará?

  2. Ridículo… As crianças são as que menos se contaminam. Óbvio, que muitas possivelmente, não contrairão a doença… Agora, outras doenças ninguém sabe…

  3. Quanta mentira, está escrito no “certificado” que a criança está protegida contra o vírus kkkkkk. Todos nós sabemos que essas vacinas não impedem ninguém de contrair o vírus xing ling🤦🏾‍♂️

  4. Dizer que a criança está protegida contra o vírus deveria dar cadeia. Para quem escreveu o bilhete, e para quem mandou escrever desse jeito. Simplesmente porque é mentira.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.