PCC é alvo de megaoperação da polícia no Estado de SP

Mais de 400 agentes cumprem 25 mandados de prisão temporária e 44 de busca e apreensão
-Publicidade-
Integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) são alvo de megaoperação da polícia | Foto: DIVULGAÇÃO/GÊNCIA BRASIL
Integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) são alvo de megaoperação da polícia | Foto: DIVULGAÇÃO/GÊNCIA BRASIL | Integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) são alvo de megaoperação da polícia | Foto: DIVULGAÇÃO/GÊNCIA BRASIL

Mais de 400 agentes cumprem 25 mandados de prisão temporária e 44 de busca e apreensão

pcc
Integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) são alvo de megaoperação da polícia
Foto: DIVULGAÇÃO/GÊNCIA BRASIL
-Publicidade-

A Polícia Civil realiza na manhã desta quinta-feira, 30, uma megaoperação contra o Primeiro Comando da Capital (PCC) no Estado de São Paulo. Agentes cumprem 25 mandados de prisão temporária e outros 44 de busca e apreensão, na capital paulista e litoral.

Conforme a Justiça, mais de 400 policiais da 8ª Delegacia Seccional, na Zona Leste de São Paulo, e de outras seccionais participam da ação. Ao todo participam 334 policiais civis. Além disso, 141 viaturas estão nas ruas neste momento.

Leia também: Lava Jato: PF cumpre mandados no RJ

Catorze pessoas já foram presas, de acordo com informações da GloboNews. A operação é resultado de seis meses de investigações e um desdobramento da prisão de um dos líderes da facção criminosa que atua nos presídios paulistas, Wislan Ramos Pereira, codinome “Jagunço”.

Ele atuaria também como executor das vítimas julgadas no chamado “tribunal do crime” do PCC. A organização teria praticado também ocultação de bens e lavagem de dinheiro.

Saiba mais

Esta é a terceira ação contra o PCC nesta semana. Na terça-feira 28, duas operações foram realizadas. A principal delas foi a Flashback 2, que envolveu dez Estados e cumpriu mais de 200 mandados de busca e apreensão. Enquanto isso, a Operação Njord teve como objetivo desarticular uma célula da organização que enviava drogas a Alagoas.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.