Polícia Federal assume investigação sobre incêndio na Cinemateca

Caso era investigado pela Polícia Civil
-Publicidade-
Polícia Federal tomará conta das investigações sobre o incêndio na Cinemateca
Polícia Federal tomará conta das investigações sobre o incêndio na Cinemateca | Foto: Aloisio Mauricio/FotoArena/Estadão Conteúdo

A Polícia Federal (PF) vai investigar as causas e eventuais responsabilidades pelo incêndio que atingiu o galpão da Cinemateca Brasileira, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. Anteriormente, o caso era investigado pela Polícia Civil. O pedido para a PF assumir a investigação foi feito pela Secretaria Especial da Cultura, responsável pelo galpão da Cinemateca.

Os agentes federais já abriram procedimento para investigar o incêndio na Cinemateca. Num primeiro momento, peritos do Instituto Nacional de Criminalística especializados em incêndios devem participar dos trabalhos. A PF solicitou, também, apoio à perícia do Rio de Janeiro, que participou das investigações sobre o incêndio que atingiu o Museu Nacional, em 2018.

Incêndios comuns

-Publicidade-

A Cinemateca Brasileira já registrou quatro incêndios. O mais recente, em fevereiro de 2016, destruiu definitivamente 270 títulos e outras 461 obras que tinham cópia de segurança.

Leia também: “Corpo de Bombeiros suspeita que incêndio na Cinemateca começou em ar-condicionado”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro