Por reajuste de 20%, peritos do INSS entram em greve

Com isso, os agendamentos de perícia médica ficam comprometidos em todo o país
-Publicidade-
São 3,5 mil médicos peritos que devem aderir à paralisação
São 3,5 mil médicos peritos que devem aderir à paralisação | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Com uma reivindicação de reajuste salarial de quase 20% para repor as perdas inflacionárias, os peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), entram em greve nesta quarta-feira, 30, em todo o país.

Na semana passada, funcionários administrativos do INSS já haviam iniciado a paralisação, na chamada “Operação Apagão”. Além da recomposição salarial, os 3,5 mil peritos cobram a abertura de concurso público e melhora na carreira.

A orientação da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) é para que todos os médicos parem, “mas pode haver locais em que haja atendimento da perícia médica normalmente, cumprindo os agendamentos”, informou a ANMP.

-Publicidade-

A recomendação aos segurados é entrar em contato com o INSS pelo telefone 135 para obter mais informações sobre consultas já marcadas.

Servidores administrativos do INSS estão parados há uma semana

Hoje a greve dos servidores administrativos do INSS completa uma semana. Segundo informações da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência E Assistência Social (Fenasps), 22 Estados e o Distrito Federal estão com o trabalho paralisado.

Em São Paulo, o sindicato que representa a categoria está convocando uma assembleia virtual para quinta-feira 31 para avaliar a greve.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.