Prefeito de São Bernardo ameaça denunciar pais que não vacinarem filhos ao MP

Orlando Morando disse ainda que equipe avalia separar crianças não vacinadas em sala de aula
-Publicidade-
Ilustração | Foto: CDC/Unsplash
Ilustração | Foto: CDC/Unsplash

Apesar de a vacinação contra a covid-19 não ser obrigatória no Brasil — seja para adultos ou crianças — o prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Orlando Morando (PSDB), disse em uma transmissão ao vivo na última quinta-feira, 20, que a escola vai pedir o comprovante de vacinação contra a covid-19 e que vai entregar uma lista com o nome das crianças não vacinadas que forem à escola, ao Ministério Público.

A escola vai pedir o comprovante de vacina, a escola vai pedir, como já pede. (…) O que nós vamos acrescentar é pedir o comprovante de vacinação contra a covid. ‘Eu não quero dar a vacina no meu filho’. É um direito seu, é um direito seu. O meu apelo, da minha equipe, é para você vacinar. Mas a responsabilidade do seu filho é seu, e eu sei disso.”

Morando disse que vai entregar uma lista ao Ministério Público com os nomes de quem não se vacinou, mas que as crianças não vacinadas não serão impedidas de frequentar a escola:

-Publicidade-

O que nós faremos? Nós vamos fazer uma lista e levar ao conhecimento do Ministério Público da Criança e do Adolescente. Então tá aqui, senhor e senhora promotor de Justiça, essas crianças os pais confirmaram que não foram vacinadas por decisão deles. Mesmo assim, é óbvio, elas terão acesso à escola.”

Em outro trecho, o prefeito afirmou ainda que sua equipe avalia a possibilidade de separar crianças não vacinadas em sala de aula:

A nossa equipe de educação está avaliando se teríamos condições de separar crianças não vacinadas. Estamos trabalhando nisso. Por que? Eu imunizei meu filho, eu protegi meu filho. Mas ao mesmo tempo eu vou colocar o meu filho com uma criança que o pai optou em não imunizar. Então é uma polêmica enorme.

Juiz incentiva denúncias

Como noticado por Oeste, o juiz da Vara da Infância e Juventude de Guarulhos (SP) Iberê Dias incentivou a população a denunciar os pais que não vacinarem os filhos contra a covid-19.

“Sem dúvida, deve denunciar”, afirmou o magistrado em entrevista ao Jornal da Cultura, ao ser indagado sobre como os cidadãos deveriam proceder caso saibam de uma criança que não tomou a vacina por decisão dos pais. “Devem levar esse fato ao conhecimento do Conselho Tutelar da região ou ao Ministério Público”, disse.

Reação

A controvérsia em torno da vacinação infantil contra a covid-19 levou a Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep) a orientar as instituições privadas de ensino a não exigirem o certificado de vacinação dos alunos na volta às aulas. Na segunda-feira 10, pais de alunos da Escola Americana do Rio de Janeiro (Earj) divulgaram um abaixo-assinado que reuniu mais de 500 assinaturas contra a obrigatoriedade da imunização.

Segundo o documento, “a vacinação das crianças deve ser uma atribuição dos pais, não cabendo ao diretor da escola ou à sua diretoria, o direito moral ou a competência médica para compelir os pais a vacinarem suas crianças, sob pena de privá-las de frequentar presencialmente a escola”.

A Earj comunicou aos pais e responsáveis que vai exigir a apresentação do “passaporte da vacina” dos estudantes de 5 a 12 anos para que eles possam frequentar as aulas presenciais.

Em entrevista ao programa Direto ao Ponto, da Rádio Jovem Pan, o clínico geral e doutor em imunologia Roberto Zeballos afirmou que, por serem um grupo de menor risco, as crianças não precisariam ser vacinadas de forma emergencial. “Não sou a favor da vacinação de crianças contra a covid com as vacinas que estão hoje disponíveis”, disse. “De qualquer forma, acho que os pais devem pedir orientação ao pediatra e ter liberdade para fazer o que acharem certo.”

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

24 comentários Ver comentários

  1. Um prefeito do PSDB tomando atitudes que se esperaria de um prefeito de extrema-esquerda?
    As verdadeiras cores dos tucanos parecem estar se revelando.

  2. Esses criminosos vão sacrificar as nossas crianças para atingirem o Bolsonaro que se diz contrário à vacinação obrigatória, inclusive em crianças.

  3. Se a imunização comprovasse que a criança estaria livre de pegar covid, mas não várias pessoas se vacinaram e pegaram a covid. Meu filho é um desses casos, ele tomou a vacina e acabou tendo a covid e ficou internado. Um detalhe muito importante a covid de forma alguma colocou a máscara nas pessoas e sim tirou, fez cair as máscaras.

  4. Quando pensamos que a estupidez humana chegou ao seu ápice, nos chega notícias mais de atitudes mais estúpidas ainda. Estamos vendo o começo de um ensaio para uma ditadura. Os brasileiros não estão atrntos a isso. Delois não reclamem.

  5. O nazismo começou assim, com medidas sanitárias, acabando no holocausto. Esse passaporte fascista da vacina tem que ser abolido. O que é pior ter que ler comentários, tipo do Vitor, que as crianças devem separadas em sala de aula e ainda chamando os pais de irresponsáveis por não levarem os filhos para vacinar. É esse tipo de energúmeno que chama os outros de fascistas, nazistas.

  6. O que vai ser difícil pro leitor deste jornaleco, que acompanha a jovem pan, é entender que a vacina não impede a contaminação, ela ameniza e atenua os sintomas, de estão com tantas dúvidas é só pergunta pro seu ministro da saúde como está a divisão de leitos ocupados em UTIs entre vacinados e não vacinados, ou ciclo incompletos. Enquanto não entra pro PNI, acho que cada pai é responsável pela vacinação de seu filho,ou irresponsável, no caso, então se não tomou vacina, que sejam criadas salas para não vacinados. O que não pode é outras crianças correrem riscos por causa da acefalia paternal de alguns.

    1. Que criança correndo risco, Vitor, seu animal?! Mesmo os números oficiais (que pode esperar, serão bastante contestados e corrigidos num futuro próximo) não apontam risco algum para crianças ou adultos. A porra da taxa de mortalidade geral está abaixo de 1%, burro de cabresto!

      Vocês acabam com a paciência de qualquer um!!!

    2. Primeiro as vacinas eliminariam o perigo de contrair o vírus, agora amdniza a infecção, é por isso que esses políticos canalhas deitam e rolam, pois asnos como vitor acreditam, além do que é assinante da revista e não jornal.

    3. Ora, mas se uma criança não vacinada for para a sala de aula e as demais estiverem vacinadas? Das duas uma: ou a vacina imuniza ou não.
      Agora exigir vacinação compulsória, expondo à execração crianças e pais é um avanço injustificável contra liberdades individuais, contra o pátrio poder e contra a indicação do médico da criança. Político algum pode tentar se sobrepor às decisões dos pais acerca de seus filhos. E por extensão, magistrado algum pode fazer o mesmo.

  7. A esquerda se sente totalmente segura para assumir as posturas mais nazifascistas que se possa imaginar. Até mesmo isolar pessoas em guetos alegando falta de um estéril passaporte vacinal que todo mundo sabe não significa nada, em termos de propagação da doença.

    Mas de onde vem tanta segurança? Acho que a essa altura todo mundo sabe a resposta: das urnas eletrônicas.

    Só quem tem a certeza de que será eleito/reeleito pode desprezar a recepção que o eleitorado dá às suas ações, decisões e propostas. É o que temos visto.

  8. Tem que formar novamente nossos juízes. Eles tem que se conduzir pela Lei. Não interessa a opinião pessoal ou palpites médicos dos juízes. Querem fazer politica, peçam o boné e entrem num partido. Se cada um fizer sua parte o Brasil vai melhorar muito. Juiz trabalhe bastante e limpe sua mesa dos muitos processos atrasados que devem estar sob sua atenção.

  9. Prefeito canalha, vai pregar uma estrela de Davi no peito das crianças para fazer os estigma? Quem garante que vacinados não ficam doentes e não transmitem do mesmo modo? Todas as milhares de evidencia mostram que a vacinação é para proteção individual contra uma forma mais grave da doença e só. Lixo politico falando em nome de ciência!!!!

      1. É sempre bom lembrar que já tem a 4ª dose e pelo visto terá a 5ª, 6ª e por aí vai.

  10. Porque esses canalhas não tiram as crianças indígenas e venezuelanas das esmolagem dos semáforos? Porque não certificam se os filhos dos ciganos frequentam as escolas? Bando de sovietes safados! Hipócritas politiqueiro!

  11. Desobediência civil é o que tem q ser feito. E para o ditador de plantão, qq que seja ele um processo nas costas e exclusão na proxima eleição. Simples e eficiente.

    1. Nossos social-democratas mostrando que democratas o são somente no nome. Atitudes de coeltivistas totalitários travestida de preocupação com o bem-estar público.
      Só faltou o Zyklon-B para “matar piolhos”…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.