-Publicidade-

Profissional é indiciada por falsa aplicação de vacina

Técnica em enfermagem não soube explicar por que deixou de injetar o líquido do imunizante contra a covid-19 em uma idosa
Casos peculiares no processo de vacinação têm sido frequentes no país
Casos peculiares no processo de vacinação têm sido frequentes no país | Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

A técnica em enfermagem Rozemary Gomes Pita, de 42 anos, se tornou a primeira profissional de saúde no Brasil a ser indiciada criminalmente por não aplicar corretamente a vacina contra a covid-19. O caso ocorreu em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Segundo familiares que filmaram o ato no campus de uma universidade, a mulher não apertou o êmbolo da seringa para pôr o líquido do imunizante no braço de uma idosa. Ao delegado Luiz Henrique Pereira, responsável pela investigação, Rozemary não soube se explicar. Ela vai responder pelos crimes de infração de medida sanitária e peculato culposo. Casos peculiares no processo de vacinação têm sido frequentes no país. Conforme noticiou Oeste, a secretária municipal da Saúde de Quixadá, no Ceará, foi “vacinada” com uma seringa vazia.

Com informações da CNN Brasil

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês