Investimentos públicos federais na retomada serão de R$ 30 bilhões

Programa de retomada do governo federal terá injeção de R$ 250 bilhões vindos de concessões à iniciativa privada.
-Publicidade-
Marcelo Casal Jr. / Agência Brasil
Marcelo Casal Jr. / Agência Brasil

Programa batizado de Pró-Brasil pretende criar 1 milhão de empregos e gerar sinergia entre os ministérios para fazer País voltar a crescer

Marcelo Casal Jr. / Agência Brasil
-Publicidade-

Unir os projetos de todos os ministérios para ajudar o Brasil a sair da crise econômica e dar “sinergia a essas ações”. Foi assim que o ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, definiu o Programa Pró-Brasil, que terá investimentos públicos federais de R$ 30 bilhões e mais R$ 250 bilhões em contratos de concessões à iniciativa privada. Tudo, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Fretias, sem apelar para “piruetas fiscais”.

O Pró-Brasil foi dividido em duas grandes frentes, Ordem e Progresso. Na primeira, projetos voltados à segurança jurídica para concessões. Já na segunda, as obras com investimentos públicos. No total, a ideia é que o País ganhe 1 milhão de novos empregos.

“Vamos dar continuidade ao que já estava funcionando, como o vigoroso programa de concessões. Vamos trabalhar no ambiente de negócios para trazer investimentos em concessão, de R$ 250 bilhões”, explicou Freitas.

As obras públicas estão contidas em um plano plurianual, que começará a ser discutido entre todos os ministérios do governo Jair Bolsonaro a partir desta sexta-feira. “O programa visa aprimorar ações estratégicas para a retomada do crescimento em resposta aos impactos que o Brasil sofreu por conta da pandemia”, afirmou Netto.

A estruturação do projeto deve acontecer entre maio e julho, o detalhamento entre agosto e outubro e a implantação em larga escala a partir de outubro também. O ministro-chefe da Casa Civil, porém, explica, que o Pró-Brasil não foi desenhado para ser um programa de governo, mas sim de Estado, com efeitos que duram uma década. Tudo isso sem deixar de lado a responsabilidade fiscal, apenas pensando no que será “o dia seguinte à pandemia de coronavírus”.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Estamos atentos e esperançosos. A bravura dos brasileiros de bem venceu o medo. Foi dado o ponta pé inicial da reconquista da NAÇÃO. Que nosso staff de defesa cuide dos “resistentes”, de cima para baixo, nesta estratégia de guerra, sem tréguas, enquanto trabalhamos e nos unimos ainda mais. ORDEM E PROGRESSO, está é a nossa BANDEIRA.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site