Queiroga: contrato entre Fiocruz e AstraZeneca deve ser assinado no dia 1º

Cronograma inicial estipulava que o contrato com a farmacêutica seria fechado ainda no ano passado; desde então, houve sucessivos adiamentos
-Publicidade-
O ministro Marcelo Queiroga disse que Fiocruz e AstraZeneca estão perto de fechar o contrato para produção nacional de IFA pelo Brasil
O ministro Marcelo Queiroga disse que Fiocruz e AstraZeneca estão perto de fechar o contrato para produção nacional de IFA pelo Brasil | Foto: Myke Sena/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira, 26, que o contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a AstraZeneca para transferência de tecnologia deve ser finalmente assinado, provavelmente no dia 1º de junho. Somente após a assinatura do acordo, a instituição brasileira poderá produzir, nacionalmente, o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para produzir doses da vacina da Oxford contra a covid-19 — sem necessidade de importação dos insumos. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Queiroga participou nesta manhã de uma sessão conjunta das comissões de Fiscalização Financeira e de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados.

-Publicidade-

Leia mais: “Vacinas: Brasil sonha com produção nacional, mas esbarra em burocracia e falta de estrutura”

Além de assegurar que o contrato entre Fiocruz e AstraZeneca está prestes a ser assinado, o ministro da Saúde reafirmou que a expectativa do governo é vacinar toda a população brasileira acima dos 18 anos até o fim de 2021.

Em reportagem especial publicada no dia 6 de maio, Oeste mostrou as dificuldades burocráticas que o Brasil enfrenta para produzir a vacina contra a covid-19 sem depender dos insumos importados de outros países. No caso da Fiocruz, o cronograma inicial estipulava que o contrato com a AstraZeneca seria fechado ainda no ano passado. Desde então, houve sucessivos adiamentos. “Não há sinalização de prazos, quantidades ou preços. A AstraZeneca tem outros compromissos internacionais a cumprir”, afirmou a Fiocruz na ocasião.

Leia também: “‘Não estamos vislumbrando’, afirma Queiroga sobre terceira onda da covid-19”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

  1. Que boa notícia! Os brasileiros merecem vacina confiável. Com a Fiocruz produzindo independente não dependeremos tanto da China e suas chantagens diplomáticas. Precisamos de segurança. Não é à toa que a Europa não aceita a Coronavac.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site