Queiroga, Pazuello, Ernesto e mais 11 se tornam investigados pela CPI

O ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten também está na lista
-Publicidade-
Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues divulgaram lista com nomes de 14 investigados pela CPI da Covid
Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues divulgaram lista com nomes de 14 investigados pela CPI da Covid | Foto: Afonso Marangoni/Revista Oeste

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), anunciou nesta sexta-feira, 18, uma lista com 14 nomes de pessoas que passarão da condição de testemunhas para a de investigados pelo colegiado.

Entre os agora investigados pela CPI, estão o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, seu antecessor Eduardo Pazuello e o ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo. O ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten também será investigado.

Leia mais: “Renan e oposição abandonam sessão que ouve médicos a favor do tratamento precoce”

-Publicidade-

VEJA A LISTA COMPLETA
Marcelo Queiroga
, ministro da Saúde
Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde
Ernesto Araújo, ex-ministro de Relações Exteriores
Fabio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação Social da Presidência
Mayra Pinheiro, secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde
Nise Yamaguchi, médica oncologista e imunologista
Paolo Zanotto, virologista
Carlos Wizard, empresário
Arthur Weintraub, ex-assessor especial da Presidência
Francieli Fantinato, coordenadora do Programa Nacional de Imunização
Marcellus Campêlo, ex-secretário de Saúde do Amazonas
Elcio Franco, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde
Hélio Angotti Neto, secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde
Luciano Dias Azevedo, anestesista da Marinha apontado como autor de proposta para alterar a bula da cloroquina

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

14 comentários Ver comentários

  1. ESSES SENHORES “INVESTIGADOS” DEVERIAM INGRESSAR IMEDIATAMENTE, DE PREFERÊNCIA EM BLOCO, CONTRATANDO ESPECIALISTAS RENOMADOS NA ÁREA CRIMINAL E ADMINISTRATIVA, COM REPRESENTAÇÃO JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DENUNCIANDO OS ALOPRADOS DESSE CIRCO DE QUINTA CATEGORIA E APONTANDO AS NULIDADES JÁ COMETIDAS.

  2. Saudades de um escândalo raiz. Investigavam-se bilhões e ficávamos grudados na TV esperando aparecer o próximo bandidão pego com a boca na botija. Esses escândalos Nutella dão sono.

  3. Isso era previsível, quero ver se agora o governo vai ter a hombridade de honrar nossos votos e enfrentar essa quadrilha com vontade ou vai continuar deixando esses camaradas fazerem o que querem. Não adianta muito nós defendermos o governo e o PR ficar se cercando de covardes e mentirosos.

  4. Esse trio de desgraçados aí na foto, terá o mesmo fim do Botafogo e tantos outros traidores da pátria. O único julgamento que funciona com políticos vem do povo, vamos acordar e parar de colocar bandidos p nos “representar”.

  5. Colocaram na lista Marcellus Campêlo, ex-secretário de Saúde do Amazonas, envolvido até o pescoço com desvios de recursos públicos, para tentar dar um ar de “isonomia” a palhaçada dessa CPI da malandragem. Tirando esse, todos os outros são profissionais respeitados em suas respectivas áreas de atuação. Isso é uma VERGONHA!!!!

  6. Essa lista mostra a parcialidade de CPI circense , cadê os Governadores que receberam verbas do Governo Federal , porque não estão nessa lista

  7. Que absurdo a pandemia não acabou e está CPI quer investigar os profissionais sérios que se debruçaram em salvar vidas.A quem eles poderão recorrer agora meu Deus?!

    1. E a médica cantora “Leoa” que foi chamada ninguém sabe porque? E a Ludmila, aquela médica que participou de experimento mortífero e mortal? Será que tem vagabundo tarado nessa CPI que tinha “outras” intenções e estão protegendo alguns?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.