Skaf: ‘O que os sindicatos e o PT querem é o imposto sindical’

Ex-presidente da Fiesp saiu em defesa da reforma trabalhista
-Publicidade-
Paulo Skaf defendeu as reformas trabalhistas feitas em 2017
Paulo Skaf defendeu as reformas trabalhistas feitas em 2017 | Foto: Reprodução/Jovem Pan

Paulo Skaf, ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), defendeu nesta terça-feira, 11, a reforma trabalhista realizada em 2017 pelo governo Michel Temer.

Skaf criticou Lula e a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann — que defenderam a possibilidade de revogar a reforma trabalhista, caso vençam as eleições em 2022.

“O que os sindicatos e o PT querem é o imposto sindical”, constatou Skaf, em entrevista à CNN Brasil. “Eles perderam bilhões de reais que tiravam do bolso do trabalhador e arrecadavam através do imposto sindical.”

-Publicidade-

A reforma trabalhista acabou com a obrigatoriedade de os trabalhadores recolherem o imposto sindical, que, segundo Skaf, ajudou a criar novos empregos.

“Querem de novo meter a mão no bolso dos trabalhadores e arrancar R$ 3 bilhões por ano”, afirmou o ex-presidente da Fiesp. “É para arrancar obrigatoriamente o imposto sindical para alimentar os sindicatos”, disse.

Reforma trabalhista

Entre outros pontos, a reforma trabalhista permitiu que acordos coletivos prevalecessem sobre a legislação — ou seja, o que empregados e empregadores decidissem em comum acordo, decidido estava.

O pagamento da contribuição sindical deixou de ser obrigatória, empresas puderam estabelecer turnos de até 12 horas de trabalho (desde que houvesse 36 de descanso), a modalidade de trabalho intermitente foi regulada, com remunerações relativas a horas de trabalho que poderiam ser inferiores ao salário mínimo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Todo ano faço questão de preencher a carta próprio punho e contestar a contribuição! Mesmo que eu pague o dobro em estacionamento, almoço e etc, a satisfação em saber que o meu dinheiro não vai financiar esses bandidos, não tem preço!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.