Vacina contra varíola dos macacos chega ao Brasil neste mês

Segundo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, 50 mil imunizantes devem estar disponíveis
-Publicidade-
Segundo Queiroga, a vacina contra a varíola dos macacos deve chegar ao Brasil neste mês
Segundo Queiroga, a vacina contra a varíola dos macacos deve chegar ao Brasil neste mês | Foto: Reprodução

O primeiro lote de vacinas contra a varíola dos macacos deve chegar ainda neste mês ao Brasil, disse, nesta segunda-feira, 19, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. A afirmação foi feita durante entrevista concedida ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil.

A negociação, feita com o laboratório dinamarquês Bavarian Nordic, foi intermediada pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). Nessa primeira leva, devem estar disponíveis 50 mil imunizantes.

-Publicidade-

Queiroga disse que as vacinas não são para toda a população brasileira, mas, sim, para grupos específicos. “Não há recomendação, no momento, para a vacinação em massa”, explicou. Entre os grupos específicos, estão profissionais de saúde que lidam diretamente com amostras de infectados e com pessoas que tiveram contato com portadores do vírus.

“Estudos mostram que uma dose dessa pode ser fracionada em cinco doses”, observou o ministro. “Então, podemos beneficiar um número maior de pessoas. A princípio, são aqueles que têm contato com o material contaminado.”

Queiroga ressaltou que os índices de contágio da varíola dos macacos estão diminuindo em todos os países. “A velocidade de progressão dos casos é menor, e estamos numa fase de platô com queda. Então, esperamos que esse surto seja controlado.”

O Ministério da Saúde também recebeu autorização emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para importar o antiviral Tecovirimat, que deve ser utilizado em situações graves e específicas. “O uso é diante de situações nas quais não temos mais alternativas para esses pacientes”, salientou o chefe da pasta.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Queiroga disse que as vacinas não são para toda a população brasileira, mas, sim, para grupos específicos. “Não há recomendação, no momento, para a vacinação em massa”, explicou.
    – Esse Queiroga é mesmo um péssimo piadista. Vá falar isso lá para seus conterrâneos da Parahyba.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.