Variante Delta preocupa, mas está ‘sob controle’ em São Paulo, diz prefeito

Em entrevista ao Opinião no Ar, da RedeTV!, Ricardo Nunes afirma que o avanço da vacinação conteve nova cepa do coronavírus
-Publicidade-
O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), foi entrevistado no <i>Opinião no Ar</i>
O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), foi entrevistado no Opinião no Ar | Foto: Reprodução/YouTube

Em entrevista ao programa Opinião no Ar, da RedeTV!, nesta sexta-feira, 20, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), admitiu preocupação com a variante Delta do novo coronavírus, mas disse que a nova cepa está “sob controle” na capital paulista, principalmente por causa do avanço da vacinação.

“Hoje temos 171 casos [de infecção pela Delta] na cidade de São Paulo. O primeiro caso fomos nós que descobrimos. Quando se descobre um caso, temos toda a equipe que vai até a residência da pessoa e começa a fazer o monitoramento. A cidade está muito preparada”, afirmou Nunes.

Leia mais: “Prefeitura de São Paulo anuncia ter vacinado 100% dos adultos com 1ª dose”

-Publicidade-

“Quando chegou a variante, já estávamos com um nível bem elevado da população vacinada”, continuou o prefeito. “Se você descer no Aeroporto de Congonhas, terá um agente de saúde da prefeitura que vai te abordar, medir a temperatura… Isso também ajuda muito.”

Segundo o prefeito da capital paulista, a administração municipal está em alerta permanente em relação à Delta. “Toda variante é preocupante. Mas, hoje, pelos dados que se tem, não seria uma preocupação de nível muito elevado. É um caso de atenção, mas que está sob controle”, disse Nunes. “A cidade de São Paulo chegou a vacinar 100% da população acima de 18 anos. A população atendeu aos nossos pedidos e estamos iniciando a vacinação dos adolescentes.”

Leia também: “Prefeitura de SP põe no fim da fila mais de 2 mil ‘sommeliers de vacinas’”

Em relação aos esforços para a retomada das atividades econômicas na cidade, Nunes afirmou que a prefeitura tem feito “algumas ações para as atividades irem retornando”. “A gente precisa retomar as atividades econômicas, obviamente com segurança sanitária”, afirmou.

Cracolândia

Na entrevista, Ricardo Nunes também falou sobre a Cracolândia. Reportagem publicada na Edição 73 da Revista Oeste trouxe um panorama detalhado sobre a área que forma, no coração de São Paulo, uma ‘cidade’ que movimenta R$ 200 milhões por ano com a degradação humana.

“A prefeitura de São Paulo está dando um recado muito forte de que não aceita aquela situação. Vamos agir de forma rigorosa. A situação era muito pior em 2016, 2017, quando havia cerca de 2 mil pessoas na região. Ontem havia 817 pessoas”, afirmou Nunes. 

Leia também: “Terra sem dono”, reportagem de Cristyan Costa e Silvio Navarro publicada na Edição 73 da Revista Oeste

“Uma coisa é o usuário, outra coisa é o traficante. Nós abrimos guerra contra os traficantes. Já houve mais de 15 prisões nos últimos dias na Cracolândia. E haverá mais”, prometeu o prefeito. Nunes disse ainda que a gestão municipal vai “abrir um hospital psiquiátrico específico para atender o público” que costuma ficar no local. 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. Essa fala do atual prefeito me lembrou outra fala, a da Marta Suplicy quando era ministra no governo do lula (minúsculo mesmo). Ela afirmou que a febre amarela estava sob controle dias antes de uma epidemia dessa doença estourar pelo Brasil e haver uma corrida pela vacinação.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro