-Publicidade-

Balança comercial encerra 2020 com superávit maior do que em 2019

Cifras cresceram pela primeira vez depois de dois anos seguidos de queda
Em 2020, o Brasil exportou US$ 50 bilhões a mais do que importou, alta de 4,6% em relação ao superávit observado em 2019
Em 2020, o Brasil exportou US$ 50 bilhões a mais do que importou, alta de 4,6% em relação ao superávit observado em 2019 | Foto: Gerd Altmann/Pixabay

A queda das importações em ritmo maior que o recuo das exportações fez a balança comercial brasileira encerrar 2020 com superávit maior do que em 2019. No ano passado, o Brasil exportou US$ 50 bilhões a mais do que importou, alta de 4,6% em relação ao superávit observado em 2019. Pelo critério da média diária, que divide o saldo total pelo número de dias úteis, o crescimento somou 7,1%.

O superávit cresceu pela primeira vez depois de dois anos seguidos de queda. Em 2017, o indicador bateu recorde, atingindo US$ 67 bilhões. Depois disso, o superávit caiu para US$ 58 bilhões em 2018 e US$ 48 bilhões em 2019.

Em 2020, o Brasil exportou US$ 207 bilhões, com recuo de 5,9% em relação a 2019 pelo critério da média diária. As importações somaram US$ 157 bilhões, com retração de 9,5% também pela média diária. Como as compras do exterior caíram mais do que as vendas, o saldo comercial cresceu no acumulado do ano.

Leia também: “Entidade projeta recorde histórico da balança comercial em 2021”

Com informações da Agência Brasil

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês