Biden diz que manterá tarifas de exportações à China

Estados Unidos e China estão envolvidos em uma guerra comercial
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Flickr
Foto: Divulgação/Flickr | Foto: Divulgação/Flickr

Estados Unidos e China estão envolvidos em uma guerra comercial

Biden
Foto: Divulgação/Flickr
-Publicidade-

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, disse na quarta-feira 2 que não removerá as tarifas de 25% sobre as exportações chinesas.

Em entrevista concedida ao colunista do jornal The New York Times Thomas Friedman, Biden afirmou que buscará políticas que tenham como alvo “as práticas abusivas da China”, como “roubo de propriedade intelectual e subsídios ilegais a corporações”.

Leia também: “China impõe sanções para asfixiar economia australiana”

O acordo firmado entre Estados Unidos e China durante o governo de Donald Trump manteve tarifas de 25% sobre um total de US$ 250 bilhões em produtos industriais e componentes chineses usados por indústrias dos EUA, e tarifas retaliatórias da China sobre mais de US$ 100 bilhões em produtos americanos.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site