Bolsonaro sanciona Marco Legal das Ferrovias

Legislação permite à iniciativa privada a exploração e construção de ferrovias por meio de uma outorga de autorização
-Publicidade-
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, visitam as obras de construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), em São Desidério (BA) | Foto: Alan Santos/PR
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, visitam as obras de construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), em São Desidério (BA) | Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro sancionou na quinta-feira 23 o Novo Marco Legal do Transporte Ferroviário no Brasil. A legislação permite à iniciativa privada a exploração e construção de ferrovias por meio de uma outorga de autorização.

Segundo as regras em vigência até então, empresas só podiam explorar a malha ferroviária do país depois de participarem de um leilão de concessão realizado pelo governo federal.

As atuais concessionárias poderão migrar para o novo modelo, desde que respeitadas as obrigações contratuais relacionadas a investimentos e à manutenção do transporte de passageiros.

-Publicidade-

Leia também: “Entenda as mudanças do Marco das Ferrovias”

Entre os trechos vetados por Bolsonaro, está o dispositivo que estabelecia preferência para as atuais concessionárias na obtenção de autorizações em sua área de influência. Segundo o presidente da República, o tratamento diferenciado para as operadoras poderia dificultar a entrada de novos prestadores e inibir a livre concorrência.

Bolsonaro vetou ainda algumas exigências documentais dos operadores durante o processo de outorga. Ele também alterou uma cláusula para assegurar que a nova lei entre em vigor 45 dias depois de sua publicação, o que evita um hiato entre o fim do prazo da Medida Provisória (MP) que trata do assunto e o início da vigência da nova legislação.

“A lei traz diversas inovações que buscam facilitar investimentos privados na construção de novas ferrovias, no aproveitamento de trechos ociosos e na prestação do serviço de transporte ferroviário”, informou a Secretaria-Geral da Presidência por meio de nota.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, comemorou a sanção de Bolsonaro em uma mensagem publicada em sua conta no Twitter. Segundo Tarcísio, a lei coloca “o Brasil nos trilhos”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. EU VOTO TARCISIO governador de SP…. sem sombra de dúvida…São Paulo perdeu muito com a dobradinha PT PSDB nesse 30 anos de corrupção.

  2. Certamente alguma gazela saltitante com o apoio da orgcriminosa do cangaceiro empatarão mais esta.
    À PQP o estado aparelhado.
    À PQP as instituições oficiais que trabalham somente para as organizações criminosas que sustentam o poder moderador .

  3. Os supremos do Poder Moderador autorizou o Presidente a sancionar essa lei ou corremos o risco das ratazanas do atraso de PSol, PT e PSD pedirem ao STF para barrar mais essa medida do Executivo? Bem-vindos ao estado democrático da insegurança jurídica.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.