-Publicidade-

Campos garante que alimentos ficarão mais baratos em 2021

"A inflação desses produtos, que chegou a um pico de 18%, vai voltar a cair", declarou o presidente do Banco Central
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL | O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“A inflação desses produtos, que chegou a um pico de 18%, vai voltar a cair”, declarou o presidente do Banco Central

BC
O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, assegurou que os alimentos ficarão mais baratos no ano que vem. De acordo com ele, a inflação desses produtos chegou a um pico e voltará a cair. O executivo garante que o efeito na inflação é temporário, motivado por fatores como a desvalorização do real e a injeção de dinheiro na economia com os pagamentos do auxílio emergencial. “Temos uma tendência mundial de alguns alimentos onde o preço foi transferido, que o preço internacional está caindo, então a gente entende que sim, alguns alimentos vão ficar mais baratos”, disse Campos Neto, em entrevista ao SBT, na quinta-feira 26. “A inflação de alimentos, que chegou a um pico de 18%, vai voltar a cair. Parte da alimentação em domicílio tende a ter um ano melhor no ano que vem do que teve neste”, acrescentou o presidente do BC.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês