-Publicidade-

Ceagesp decreta fim de ‘taxa’ para ‘estacionar’ carrinhos de trabalhadores

Carregadores pagavam por "estacionamento" de carrinho de mão
Trabalhadores eram obrigados a pagar para manterem carrinhos de mão na Ceagesp durante a noite | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Trabalhadores eram obrigados a pagar para manterem carrinhos de mão na Ceagesp durante a noite | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil | ceagesp - carrinhos de mão - cobrança indevida

Esquema seria responsável por arrecadar R$ 240 mil por mês

ceagesp - carrinhos de mão - cobrança indevida
Trabalhadores eram obrigados a pagar para manterem carrinhos de mão na Ceagesp durante a noite | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira, 25, o fim de ação irregular contra carregadores atuantes na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). De acordo com o presidente, os trabalhadores eram obrigados a pagar R$ 60 mensais para poderem “estacionar” seus carrinhos de mão durante a noite nas dependências do entreposto localizado na capital paulista.

Leia mais: “Empresário suspeito de operar esquema de pirâmide é detido”

Segundo Bolsonaro, o esquema seria responsável por arrecadar R$ 240 mil por mês, pois a coação atingiria cerca de 4 mil carregadores. Além de divulgar vídeo em que se é anunciado o fim de tal cobrança, o presidente da República creditou a descoberta do problema ao diretor-presidente da Ceagesp, órgão administrado pelo governo federal, Mello Araújo. Ex-comandante da Rota da Polícia Militar de São Paulo, Araújo está no cargo desde o fim do mês passado.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês