CNI: Brasil é o 7° país que mais gasta com servidores

Entidade aponta que a vantagem salarial do funcionalismo público é o principal fator para os gastos elevados
-Publicidade-
Foto: Marcello Casal/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal/Agência Brasil | Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

Entidade aponta que a vantagem salarial do funcionalismo público é o principal fator para os gastos elevados

cni
Considerando federais, estaduais e municipais, o funcionário público brasileiro recebe 16% a mais do que nas empresas privadas | Foto: Marcello Casal/Agência Brasil
-Publicidade-

O Brasil é o 7° país que mais gasta com o funcionalismo público, de acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), que analisou as contas de 70 países. Em 2019, o gasto total com servidores federais somou R$ 319,5 bilhões em 2019, ou 13,4% do Produto Interno Bruto brasileiro. Desse valor, 56,5% foi direcionado para custear trabalhadores ativos; e 43,5%, inativos. A maior parcela do gasto com pessoal ativo é do Executivo (75,7%), que concentra grande parte dos servidores (85,2%) em âmbito federal. A CNI apontou que funcionários do setor público federal ganham 67% mais que a iniciativa privada.

Leia também: “Servidores, a casta privilegiada não atingida pela crise”, artigo publicado na edição n° 8 da Revista Oeste

Já os funcionários estaduais ganham 31% a mais do que os mesmos trabalhadores no setor privado. Em média, considerando federais, estaduais e municipais, o funcionário público brasileiro recebe 16% a mais do que nas empresas privadas. Conforme o estudo, a principal explicação é a vantagem salarial dos trabalhadores do setor público em relação aos da iniciativa privada, principalmente da esfera federal e do Judiciário. O Brasil está na frente de países desenvolvidos com estrutura fiscal para ter gastos elevados, como a Suécia (12,7%), a França (12,1%), a Itália (9,5%) e a Alemanha (7,5%).

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site