Coronavírus: setor de serviços despenca em março, aponta pesquisa

Em março, a atividade do setor de serviços no Brasil despencou e teve o pior resultado desde o início da pesquisa Índice de Gerentes de Compras, há 13 anos. O levantamento foi divulgado nesta sexta-feira, 3. O retrocesso é atribuído quase que exclusivamente ao fechamento de empresas e à redução da demanda do consumidor devido às medidas adotadas para contenção da pandemia de coronavírus.
-Publicidade-

A taxa de corte de empregos foi a mais rápida desde outubro de 2016

-Publicidade-

Em março, a atividade do setor de serviços no Brasil despencou e teve o pior resultado desde o início da pesquisa Índice de Gerentes de Compras, há 13 anos. O levantamento foi divulgado nesta sexta-feira, 3.

O retrocesso é atribuído quase que exclusivamente ao fechamento de empresas e à redução da demanda do consumidor devido às medidas adotadas para contenção da pandemia de coronavírus.

O índice, que é feito pela inglesa IHS Markit, caiu quase 16 pontos, para 34,5, ante 50,4 em fevereiro.

Como destaca a agência Reuters, por causa das medidas restritivas, em março houve cancelamento de encomendas e fechamentos de empresas, combinação que resultou no maior declínio de novos trabalhos desde o início da pesquisa, em março de 2007.

A taxa de corte de empregos foi a mais rápida registrada pela IHS Markit desde outubro de 2016.

As vendas para exportação também contraíram, mais do que a queda no volume total de novos negócios.

A indústria também contraiu no mês, mas a um ritmo mais modesto.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site