Crédito imobiliário aumenta e bate recorde

Em setembro, o resultado foi o maior desde o início da série histórica, iniciada em julho de 1994
-Publicidade-
Cidade de São Paulo | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Cidade de São Paulo | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil | Cidade de São Paulo | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Em setembro, o resultado foi o maior desde o início da série histórica, iniciada em julho de 1994

crédito imobiliário
Cidade de São Paulo | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
-Publicidade-

Com recursos da poupança, o crédito imobiliário movimentou R$ 12,91 bilhões em setembro. O valor representa alta de 70,1% se comparado ao do mesmo período do ano passado e crescimento de 10,2% sobre agosto. Portanto, trata-se do maior resultado desde o início da série histórica, em julho de 1994. Os dados são da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). No acumulado de 12 meses (setembro de 2019 a agosto de 2020), os empréstimos para aquisição de imóveis somaram R$ 102,78 bilhões.

Leia também: “Mercado imobiliário com retomada em V”, reportagem publicada na edição n° 25 da Revista Oeste

O número representa aumento de 44,1% em relação ao apurado nos 12 meses anteriores. Foram financiados 42 mil imóveis em setembro, o que representa alta de 54,6% na comparação anual e crescimento de 6,4% na comparação mensal. A Caixa se manteve na liderança do setor, com R$ 5,623 bilhões financiados nas modalidades construção e aquisição em setembro. Além disso, a Abecip aponta que entre janeiro e setembro a poupança teve captação líquida de R$ 105,8 bilhões, também a melhor marca na série.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

  1. O incentivo à construção civil, via a possibilidade de financiamentos a juros justos, é uma das formas de alavancar a economia, contribuindo também e em muito para o aumento do número de empregados de baixa ou nenhuma qualificação, bem como promovendo outro bem social, moradias.
    O povo de bem e que produz se esforça para ir em frete e tentar se livrar das amarras, maldades, ignorância e sabotagens dos maus brasileiros. Inclusive as do pior STF de todos os tempos!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site