Depois de três altas seguidas, dólar cai e fecha a R$ 5,59

Ibovespa encerrou o pregão praticamente estável, oscilando positivamente 0,06%, aos 105,6 mil pontos
-Publicidade-
Na primeira sessão depois do feriado de Finados, dólar fechou em queda
Na primeira sessão depois do feriado de Finados, dólar fechou em queda | Foto: Reprodução

Depois de emendar três altas consecutivas na semana passada, o dólar fechou em queda no primeiro dia de mercado aberto pós-feriado de Finados. Nesta quarta-feira, 3, a moeda norte-americana encerrou a sessão registrando um recuo de 1,4%, negociada a R$ 5,59.

Com isso, o dólar volta a fechar abaixo dos R$ 5,60 depois de três sessões. Apesar do desempenho de hoje, a moeda ainda acumula valorização de 7,7% sobre o real em 2021.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira, encerrou o pregão desta quarta-feira praticamente estável, oscilando positivamente 0,06%, aos 105,6 mil pontos. Foi a segunda sessão consecutiva em que o índice terminou com ganhos. Desde o início do ano, no entanto, o Ibovespa acumula perdas de mais de 11%.

-Publicidade-

Como noticiado por Oeste, o dólar encerrou outubro registrando uma alta acumulada de quase 3,7% — foi o segundo mês consecutivo de alta. O Ibovespa, por sua vez, despencou mais de 6% no mês passado, o quarto seguido de perdas para o índice.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. A direitona chega a ser cómica, desgoverna, não tem diálogo e continua sonhando com impichas, soluções Autoritárias, é um processo muito louco!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.