Revista Oeste - Eleições 2022

Economia russa é afetada pela suspensão do petróleo para a União Europeia

Novas restrições impostas pelo bloco devem fazer a Rússia deixar de ganhar US$ 170 milhões por dia em exportações
-Publicidade-
Exportações de petróleo da Rússia vão ficar concentradas no oleoduto Druzhba
Exportações de petróleo da Rússia vão ficar concentradas no oleoduto Druzhba | Foto: Reprodução

O anúncio da União Europeia (UE) na última segunda-feira, 30, sobre restringir as importações de petróleo da Rússia eleva a ameaça para a economia russa.

A decisão sobre o petróleo russo constou em uma nova rodada de sanções, em razão da guerra na Ucrânia atualmente em andamento. Pelo acordo, a União Europeia decidiu cortar imediatamente as importações por vias marítimas. Assim, apenas o fornecimento por oleoduto segue mantido, atendendo principalmente a uma pressão da Hungria.

As autoridades da UE ainda anunciaram trabalhar com a meta de reduzir em até 90% o fornecimento pela Rússia até o fim de 2022.

-Publicidade-

“Ontem, decidimos restringir de fato 90% das importações de petróleo russo para a União Europeia até o fim de 2022. A Rússia mostra sua falta de confiabilidade como fornecedor de energia”, comentou nas redes sociais Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia.

A nova sanção da UE elevou os preços do petróleo na terça-feira 31. O Brent, referência global, subiu 1,9%, para US$ 119,84 o barril, sendo negociado perto de seu nível mais alto em mais de dois meses.

A ameaça é crescente para a Rússia, que depende de suas exportações de energia para financiar os gastos do governo, já que as sanções internacionais cortaram grande parte da relação comercial do país com o Ocidente. Atualmente, a UE paga cerca de US$ 10 bilhões por mês aos russos por petróleo bruto e derivados.

Mas a isenção do gasoduto não vai oferecer muito alívio a Moscou. Antes da guerra, a UE importava cerca de 2,5 milhões de barris de petróleo russo por dia, dos quais 800 mil eram por meio do Druzhba, a rede de oleodutos mais longa do mundo, com 5.500 quilômetros de extensão.

Até o fim do ano, os fluxos de petróleo bruto russo para a UE vão ser de 500 mil barris por dia, 20% dos níveis anteriores à guerra. Isso equivale a cerca de US$ 170 milhões por dia em receita perdida para a Rússia, segundo cálculos da própria União Europeia.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.