Eletrobras convoca acionistas para aprovar privatização

Modelo é o de aumento de capital, em que investidores colocarão dinheiro novo na Eletrobras, e a participação da União será diluída
-Publicidade-
Usina Santo Antônio | Foto: Reprodução/Eletrobras Furnas
Usina Santo Antônio | Foto: Reprodução/Eletrobras Furnas

A Eletrobras marcou para 22 de fevereiro uma assembleia extraordinária de acionistas para tratar da desestatização da companhia.

Segundo documentos enviados pela companhia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta quinta-feira, 20, a reunião será realizada de forma totalmente digital.

-Publicidade-

Será votada a reestruturação societária da empresa para manter sob o controle da União, a Eletronuclear e a usina hidrelétrica binacional de Itaipu.

Em comunicado, a Eletrobras ressaltou que algumas condições para a privatização ainda poderão ser alteradas, a depender do resultado do processo no âmbito do Tribunal de Contas da União (TCU).

A companhia observou que a venda de ações na B3, a bolsa de valores de São Paulo, ainda depende da aprovação do TCU.

O modelo da desestatização da Eletrobras é o de aumento de capital, em que investidores colocarão dinheiro novo na empresa, e a participação da União será diluída.

A fatia do governo deverá ficar abaixo de 45% do capital votante após a oferta pública de novas ações. Atualmente, direta ou indiretamente, a União detém 72,2% das ações votantes e 61,6% do capital total.

A titulo de comparação, o governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ao privatizar a Vale, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a Telebras, optou por vender o controle da empresa para um grupo privado.

Prioritária para o governo em 2022, a desestatização da maior empresa de energia elétrica da América Latina deve movimentar R$ 67 bilhões.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.