Em 2022, Brasil tem a 4ª menor inflação do G20

Argentina ocupa a pior posição de ranking elaborado por agência classificadora de risco

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
O Brasil registrou deflação — queda de preços — por três meses seguidos
O Brasil registrou deflação — queda de preços — por três meses seguidos | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A agência classificadora Austin Rating informou que o Brasil tem a quarta menor inflação do G20 em 2022. No acumulado de janeiro a setembro, o país registrou taxa de pouco mais de 4%, porcentual apenas maior que o do Japão (quase 3%), o da Arábia Saudita (também quase 3%) e o da China (quase 2%).

O Brasil registrou deflação — queda de preços — por três meses seguidos, o que ajudou a segurar a alta do Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que mede a inflação oficial do país. Em julho, a taxa no acumulado do ano era de 5,50%. Recuou para 4,1%, depois da sequência de resultados negativos.

A maior inflação do G20 é da Argentina, que chegou a aproximadamente 70% no acumulado de janeiro a setembro. O país pode acabar o ano com preços acima de 100%. Em segundo lugar aparece a Turquia, com pouco mais de 50%.

-Publicidade-

A inflação do Brasil no acumulado do ano é menor que na Alemanha (9%), na União Europeia (8,5%), no Reino Unido (7,6%), nos Estados Unidos (5,8%) e na França (4,5%). Dos países da Zona do Euro, a França tem a menor taxa. A inflação da região superou 10% pela 1ª vez na história em setembro.

Leia também: “A economia desmente os pessimistas”, reportagem publicada na Edição 116 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Em tempo de pandemia a nossa economia com Bolsonaro 4% parabéns Paulo Guedes., Argentina esquerda 70% apoiado por lula o molusculu não tem apoio nas ruas e a pesquimentira diz que o 12+1 está na frente achando que somos burros ou idiotas., Há ia me esquecendo as estatais com o Bolsonaro da lucro, antes era só prejuízo com o 12+1. E tem três letras que quer ele de volta de qualquer jeito. Não precisamos de um cara que manda dinheiro para países comunistas pra fazer benfeitorias lá e os brasileiros precisando dessas mesmas benfeitorias aqui , isso me lembra do prefeito da cidade onde nasci o cara ia nas reuniões bêbado e assinava pró outro município receber os encargos que era direito do nosso município.

  2. Perguntamos aos candidatos ao governo de São Paulo como acabar com a Cracolândia, reduto de viciados no centro da capital paulista. Veja o que eles responderam:

    *Fernando Haddad (PT):* Essa população de viciados não pode ficar na rua, vamos alugar apartamentos para eles morarem no centro de São Paulo e lhes dar algum dinheiro para comprarem comida.

    *Tarcísio de Freitas (Republicanos):* É necessario promover o acolhimento para reinserção social, com desintoxicação, capacitação, geração de trabalho e renda. Melhorar as condições das comunidades terapêuticas, com proximidade à natureza. Criar “portas de saída” como programas de inserção de pessoas em situação de rua, ex-dependentes e egressos do sistema prisional no mercado de trabalho formal, principalmente em empresas parceiras e em obras contratadas e/ou concedidas pelo Estado.

    https://revistaoeste.com/politica/eleicoes-2022/cracolandia-o-que-dizem-os-programas-dos-candidatos-ao-governo-de-sp/

  3. E ainda, com todos esses bons resultados da nossa economia, vêm os malandros da esquerda tentando desmerecer essa REALIDADE! O pior são os que caem na conversa fiada dos esquerdopatas, que querem nos enfiar, goela a baixo, um CLEPTOCRATA que não sabe nem administrar tempo em debate e quer VOLTAR À CENA DO CRIME! É uma insanidade!!

  4. Este é um governo Sério, competente, eficiente e HONESTO. Não há roubo e nem corrupção. Por isto devemos votar na reeleição de Bolsonaro para continuarmos nos trilhos durante os próximos anos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.