Em leilão de R$ 928 milhões, governo do RS privatiza Sulgás

Companhia de Gás do Estado foi arrematada pela Compass, do grupo Cosan
-Publicidade-
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, comemorou a privatização
Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, comemorou a privatização | Foto: Divulgação/B3

O governo gaúcho anunciou nesta sexta-feira, 22, a privatização da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás). Fundada em 1993, a estatal é responsável pela venda e distribuição de gás natural canalizado.

No leilão realizado hoje, a companhia foi arrematada por quase R$ 928 milhões pela Compass, do grupo Cosan. O montante corresponde a 51% das ações da empresa sob posse do governo do Estado. O restante (49%) pertence à Petrobras.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), comemorou a privatização da Sulgás. “Estamos diante da primeira privatização em 20 anos e certos de que, sob a operação privada, haverá ganhos de eficiência”, afirmou o tucano em pronunciamento na Bolsa de Valores de São Paulo.

-Publicidade-

A Compass foi a única empresa a participar do leilão. No ano passado, o lucro líquido da estatal foi de quase R$ 80 milhões.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. O político da moda. Nem a esquerda se atreve a se opor ao queridinho de onze dentre dez líderes globalistas.
    O laboratório segue funcionando a pleno vapor.
    Coisa de gente graúda.

  2. Essa “coisa” aí está tão cheia de si que até quer se candidatar à presidência da república. Devemos limitar esses candidatos boiolas apenas ao Rio Grande do Sul, o paraíso das bonecas. Com algumas poucas exceções, é claro.

  3. Uma única participante do “leilão”? Isso não é leilão, é pura malandragem desse boiola aí, isso deveria ser cancelado.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.