-Publicidade-

Entidades alegam que nota de R$ 200 facilita corrupção

Entidades alegam que nota de R$ 200 facilita corrupção

De acordo com as organizações, a nova nota vai beneficiar atividades criminosas

Entidades nota
Organizações também pedem o fim da nota de R$ 100 | Foto: Divulgação/Polícia Federal

Dez entidades assinaram um manifesto em que pedem que o Banco Central revise a criação da nota de R$ 200. De acordo com as organizações, a nova cédula vai beneficiar apenas atividades criminosas, incluindo a corrupção.

Leia mais: “Lobo-guará vai estampar nova cédula de R$ 200”

“A criação da nota de R$ 200 beneficiará indivíduos e organizações criminosas que movimentam grandes quantidades de dinheiro ilícito, diminuindo significativamente, portanto, a probabilidade de detecção de transações financeiras envolvidas em atividades como corrupção e crimes do colarinho branco, além de tráfico de drogas, tráfico de armas, contrabando, terrorismo, entre outras”, diz trecho do manifesto.

Além disso, as entidades apresentam pesquisas a respeito da relação entre a população brasileira e o dinheiro em papel. Um dos relatórios destacados, feito pelo próprio Banco Central em 2018, constata que 85% dos brasileiros portam menos do que R$ 100 em dinheiro vivo.

Entre as organizações que assinam o manifesto estão a Transparência Partidária; o Instituto Não Aceito Corrupção; e a Associação Nacional do Ministério Público de Contas.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês