Gastos no exterior caíram 86,4% em maio, informa o BC

Os gastos dos brasileiros no exterior em maio tiveram o menor valor desde 2004, divulgou nesta quarta-feira o Banco Central do Brasil (BC).
-Publicidade-
Foto: Joshua Woroniecki/ Pixabay
Foto: Joshua Woroniecki/ Pixabay | gastos no exterior

Conforme levantamento do Banco Central, os gastos no exterior dos brasileiros em maio tiveram uma queda de 86,4% em comparação a maio de 2019; pandemia afetou o turismo em todo o mundo

gastos no exterior
Foto: Joshua Woroniecki/ Pixabay
-Publicidade-

Os gastos dos brasileiros no exterior em maio tiveram o menor valor desde 2004, divulgou nesta quarta-feira o Banco Central do Brasil (BC). No último mês, os brasileiros gataram US$ 200 milhões no exterior, informou o Poder360.

Esse valor é 86,4% menor ao valor gasto no mesmo período do ano passado. Em maio de 2019, de acordo com o BC, os brasileiros gastaram US$ 1.471 bilhões no exterior.

Essa queda aconteceu em meio à pandemia do coronavírus, que acabou restringindo muito o turismo em todo o mundo, inclusive o Brasil. A alta do valor do dólar em comparação ao real acabou também contribuindo para esta queda, segundo o Banco Central.

Em maio do ano passado, a cotação do dólar ficou em cerca de R$ 4,10. Já em maio deste ano, a moeda dos Estados Unidos chegou a ser cotada a R$ 5,89.

Nos cinco primeiros meses do ano, as despesas dos brasileiros no exterior totalizaram US$ 3.334 bilhões. Isso representa um recuo de 54,2% comparando com o mesmo período de 2019.

Economia em dificuldade

Em razão da pandemia do coronavírus, a economia do Brasil, assim como a de grande parte dos países do mundo, deve sofrer uma recessão recorde.

De acordo com o último Boletim Focus, divulgado toda semana pelo Banco Central, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil deve recuar 6,5% em 2020.

O Fundo Monetário Internacional, entretanto, é mais pessimista ainda. Conforme o organismo internacional, o PIB do Brasil deve cair 9,1% neste ano. Caso isso se confirme, é o maior recuo da nossa economia em 120 anos.

Para o mundo, o FMI está projetando uma queda de 4,9% do PIB global. As nações desenvolvidas, conforme o estudo do Fundo, devem ter uma queda de 8%. Para as economias emergentes, a queda média será de 3%.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site