Governo corre para privatizar estatal portuária

Modelo de desestatização da Codesa deve ficar pronto em setembro deste ano
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Agência Brasil
Foto: Divulgação/Agência Brasil

Modelo de desestatização da Codesa deve ficar pronto em setembro deste ano

governo
Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

O projeto de desestatização das Docas do Espírito Santo (Codesa) deve ficar pronto em setembro deste ano e ir para audiência pública na sequência. É o que informou Martha Seillier, secretária especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), ao jornal Valor Econômico na terça-feira 25. A ideia é atrelar a privatização da estatal a um contrato de concessão do Porto de Vitória por 35 anos. Conforme ela, a desestatização do setor — atualmente só terminais são operados pela iniciativa privada, mas não a autoridade portuária na totalidade — interessa a investidores e repetirá o êxito das concessões de aeroportos. O leilão da Codesa está previsto para 2021. Além disso, o PPI pretende vender outros 30 projetos ligados à infraestrutura ainda neste ano.

-Publicidade-

Quer saber mais sobre estatais? Leia “O custo da ineficiência”, reportagem publicada na edição n° 2 de Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.