INSS vai cortar ponto de peritos que não voltarem ao trabalho

De acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, 92 agências do país estão liberadas para atendimento ao público
-Publicidade-
Agências do INSS estão fechadas há seis meses | Foto: Dirceu Portugal/Estadão Conteúdo
Agências do INSS estão fechadas há seis meses | Foto: Dirceu Portugal/Estadão Conteúdo | Agências

De acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, 92 agências do país estão liberadas para atendimento ao público

Agências
Agências do INSS estão fechadas há seis meses | Foto: Dirceu Portugal/Estadão Conteúdo

O governo federal autorizou nesta quinta-feira, 17, a retomada dos agendamentos para perícias médicas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, 92 agências do país estão liberadas.

-Publicidade-

Além disso, o governo informou que os peritos que faltarem ao trabalho, sem justificativa, terão corte de ponto. “Caso algum perito apto ao trabalho presencial não compareça para o serviço sem justificativa, terá registro de falta não justificada”, informou.

Desde o começo desta semana, peritos e governo travam um embate sobre a segurança para reabertura das agências em meio a pandemia do novo coronavírus. Após as reivindicações, a Secretaria de Previdência realizou adequações para atender as condições sanitárias exigidas pelo Ministério da Saúde.

Porém, os peritos garantem que não existem condições sanitárias para a volta, pois não consideram as inspeções legítimas. A Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP) afirmou em nota que não reconhece as vistorias.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Esquerdistas só voltam ao trabalho se alguém pegar eles na marra e levar para o trabalho. Por vontade própria, jamais! Tem que acabar urgente com a estabilidade do funcionário público. Não trabalha, vai pro olho da rua.

  2. Não querem trabalhar, peçam demissão. Sou servidor público e saí de cada para ir trabalhar todos os dias. Nem resfriado peguei.

  3. Médicos pelo Brasil afora trabalhando normalmente em consultórios públicos, hospitais e cirurgias eletivas voltando ao normal e os nobres peritos, que se quer examinam os pacientes, detendo-se apenas a laudos e exames estão dando o mal exemplo para o funcionalismo público.

  4. Só vagabundos querendo ganhar dinheiro pra não fazer nada.
    Geral se achando aristocrata e não servidor.
    Queria eu que um dia pudessem fazer como o Reagan nos EUA e demitir todos esses grevistas arrogantes

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.