Investimento em obras públicas é aposta para o pós-coronavírus

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, elabora uma lista de obras prioritárias para serem realizadas com recursos da União como resposta a crise gerada pelo novo coronavírus. O plano de concessões para a iniciativa privada segue inalterado, mas o entendimento é que ele não pode ser a única medida que deve ser adotada par dar um impulso de curto prazo na economia.
-Publicidade-
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas , durante a coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, sobre as ações de enfrentamento no combate ao coronavírus
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas , durante a coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, sobre as ações de enfrentamento no combate ao coronavírus | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Tarcísio Gomes de Freitas quer que 54 obras de infraestrutura sejam tocadas sem paralisação

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
-Publicidade-

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, elabora uma lista de obras prioritárias para serem realizadas com recursos da União como resposta a crise gerada pelo novo coronavírus.

O plano de concessões para a iniciativa privada segue inalterado, mas o entendimento é que ele não pode ser a única medida que deve ser adotada par dar um impulso de curto prazo na economia.

Tarcísio Gomes de Freitas tenta garantir que os R$ 6 bilhões previstos no orçamento da pasta para 2020, valor que já é baixo, não sofram cortes.

Ele quer que um pacote de 54 obras públicas de infraestrutura seja tocado sem paralisação.

Como informa a Agência Estado, a aposta de Tarcísio está hoje em uma negociação com o Ministério da Economia, para colocar para funcionar o que o governo tem chamado internamente de “um grande pacto pela infraestrutura”.

Na prática o que se pretende é garantir mais R$ 30 bilhões para aplicar em outros 70 projetos de infraestrutura com a contratação direta de empreiteiras e empresas de médio porte a partir de órgãos como Dnit, Infraero e a Valec, para execução de obras de pavimentação de estradas, reforma de terminais de portos, aeroportos e construção de trechos de ferrovias.

O tema tem sido tratado diretamente com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site