IPCA apresenta alta de 0,26% em junho

No mês de junho, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,26%. No mês anterior, maio, o IPCA teve uma queda de 0,38%
-Publicidade-
Foto: STEVE BUISSINE/PIXABAY
Foto: STEVE BUISSINE/PIXABAY | IPCA, inflação

O IBGE divulgou que o IPCA de junho teve uma alta de 0,26%; em maio, o índice apresentou uma queda de 0,38%

IPCA junho
Foto: Steve Buissinne/Pixabay
-Publicidade-

No mês de junho, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,26%. No mês anterior, maio, o IPCA teve uma queda de 0,38%.

Em 2020, o índice apresenta uma alta de 0,10%. No acumulado dos últimos 12 meses, o IPCA apresenta uma alta de 2,13%. Nos 12 meses anteriores, contudo, o índice apresentou um avanço de 1,88%.

Veja também: “IPCA-15 em junho é o mais baixo desde 2006”

Dos nove grupos de produtos que o IBGE utiliza para a formação deste índice, sete deles apresentaram alta em junho. O maior impacto veio do setor de Alimentação e bebidas, que teve uma alta de 0,38% em comparação aos 0,24% em maio. O setor de Transportes apresentou uma alta de 0,31%.No mês anterior, esse setor apresentou uma queda de 1,90%.

Índices regionais

Das dezesseis áreas analisadas pelo IBGE, quatro apresentaram certamente deflação no mês de junho nos índices regionais. São Luís, no Maranhão, apresentou a maior deflação, de 0,35%. O preço dos perfumes e do tomate foram os que apresentaram a maior queda, -3,39% e -13,89% respectivamente.

A maior alta eventualmente foi registrada na região metropolitana de Curitiba, a capital do Paraná, com 0,80%. Esse resultado se deve à alta do preço da gasolina e do etanol, que subiram 7,01% e 10,35% respectivamente.

Mais: “Presidente do BC mantém meta da inflação”

De acordo com IBGE, os preços foram coletados entre o dia 29 de maio e 30 de junho, usando como comparação os preços que estavam vigentes entre 30 de abril a 28 de maio, para assim calcular o IPCA.

O IBGE destaca que, em razão da pandemia do coronavírus e o consequente quadro de emergência de saúde pública, a coleta presencial de preços foi suspensa em 18 de março. Desde então, por consequência, os preços estão sendo coletadas de outras maneiras, como por e-mail, telefone e por sites das internet.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site