Líder dos caminhoneiros: alta do diesel será repassada para o frete

Representante da categoria disse que já orientou membros de associação a elevarem taxas
-Publicidade-
Caminhoneiros lidam com aumento do diesel desde a terça-feira 10
Caminhoneiros lidam com aumento do diesel desde a terça-feira 10 | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O líder da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava) afirmou nesta quarta-feira, 11, que o aumento do diesel vai impactar o valor dos fretes. Em nota, Wallace Landim disse acreditar que o repasse ao consumidor é inevitável.

A Petrobras anunciou no começo da semana reajuste de 8,8% no preço do diesel, que passou a valer a partir da terça-feira 10. Com isso, o valor médio do combustível passa de R$ 4,51 para R$ 4,91.

Segundo a Petrobras, a parcela da companhia no preço ao consumidor será em média de R$ 0,36 por litro, ou seja, de R$ 4,06 para R$ 4,42. Isso considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos.

-Publicidade-

“Os caminhoneiros não sobrevivem mais se não repassarem os aumentos dos combustíveis para os fretes. Como liderança, essa é a nossa orientação para a categoria”, afirmou o líder da categoria, conhecido como Chorão, que esteve à frente de greve em 2018.

O líder sindical ainda criticou a política conhecida como preço de paridade internacional, que leva em conta custos de importação e taxas portuárias como referências para o cálculo dos combustíveis.

“Mudou o preço na bomba, a dona de casa já sente o aumento no dia seguinte na feira livre. Não é culpa do feirante ou do caminhoneiro, e sim do PPI da Petrobras”, comentou Landim.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. PPI

    Projeto de Poder Inflacionário.

    Imagino que essa estatal seja um antro de comunistas, que devem estar doentes pela volta do grande líder bandido deles.

    No mínimo estão aumentando os combustíveis para fazer caixa antecipado para financiar o próximo saque aos cofres públicos, assim que o bando se apoderar do poder de novo.

    Viva Bolsonaro….a única via decente a se candidatar.

  2. Caminhoneiro dando palpite em política de preços de uma multinacional é uma piada. Mas hoje em dia qualquer um acha que pode dar peruada em qualquer assunto….
    Com o Brasil importando quase 30% do diesel que consome, ou reajusta ou vai faltar o produto. Nem é tão difícil de entender.

  3. Chorão fazendo campanha eleitoral. Há diversas associações de caminhoneiro. Do jeito que escreveu passa a impressão de que só tem essa. Representa meia dúzia se 5?

  4. É óbvio que terão repassar este custo para o frete se, conforme eles alegam, já estão operando com uma margem muito estreita. Talvez eu esteja falando bobagem, mas se liberarem a importação de combustíveis e derivados para quem puder fazer esse tipo de operação, poderia ser uma solução. Não custa nada tentar, não sei.

      1. Eu sei. Mas só quem importa o grosso desse combustível, adivinhe quem é? A Petrobrás envia petróleo bruto tipo pesado, que não pode ser refinado nas poucas refinarias existentes no país e importa os combustíveis. É isso que acontece desde quando existe a Petrobrás,. não é novidade para ninguém.

  5. Quanta bobagem de narrativas que a dona de casa vai sentir na feira, etc.etc. Landim reclame do assalto dos governadores com o escandaloso ICMS de R$1,75 no preço da gasolina comum e R$0,79 no diesel e informam que passarão para R$1,00 por lt. de diesel. Além disso, procurem os usineiro porque cobra pelo biodiesel que compõe 10% do diesel na bomba o vr. por lt. de R$6,90 enquanto a Petrobras cobra pelo diesel R$4,91 com o aumento. Landim procure também ver o lucro da Dist/Rev. antes de fazer loucura e desordem.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.