Mercado Livre quer dobrar frota de carros elétricos no Brasil

Objetivo da empresa é incorporar mais de 400 vans elétricas
-Publicidade-
O Brasil representa 50% das receitas do Mercado Livre
O Brasil representa 50% das receitas do Mercado Livre | Foto: Reprodução

O Mercado Livre anunciou, na terça-feira 20, que planeja dobrar sua frota de carros elétricos no Brasil ainda em 2022. O objetivo da empresa, que possui a maior quantidade de veículos sustentáveis, é incorporar mais de 400 novas vans elétricas e realizar entregas em diferentes regiões do país. Os novos veículos poderão carregar aproximadamente 650 quilos de carga útil.

No ano passado, a frota elétrica da empresa contabilizava apenas 270 veículos, entre vans e pequenos caminhões. Agora, no entanto, o Mercado Livre opera a maior frota de caminhões sustentáveis do país, com 103 veículos movidos a gás natural e biometano.

Brasil, uma mina de ouro

-Publicidade-

O Mercado Livre foi criado em 1999, na Argentina. Mas é no Brasil que a gigantesca empresa do comércio eletrônico nacional ganha dinheiro. Presente em 18 países do continente, o Brasil representa mais de 50% das receitas do grupo. O valor de mercado da empresa gira em torno de US$ 40 bilhões.

Segundo o repórter Bruno Meyer, em reportagem publicada na Edição 129 da Revista Oeste, o Mercado Livre está entre as empresas mais valiosas da América Latina. “Em 2021, chegou à liderança ao ultrapassar a Petrobras e a Vale”, disse. “No segundo trimestre, o lucro líquido do Mercado Livre somou US$ 123 milhões — alta de 79,8%, na comparação com 2021.”

O assinante pode ler a reportagem completa ao clicar neste link.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.