Os fatos que importam na semana

Câmara dos Deputados inicia ciclo de debates sobre o projeto das fake news, conhecida como lei da mordaça
-Publicidade-
Integrantes do Congresso se voltam contra decisão do STF | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL
Integrantes do Congresso se voltam contra decisão do STF | Foto: VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL | congresso nacional - decisão do stf - meio político

Câmara dos Deputados inicia ciclo de debates sobre o projeto das fake news, conhecido como “lei da mordaça”

congresso nacional - decisão do stf - meio político

Segunda-feira 27  A Câmara dos Deputados inicia as discussões do Ciclo de Debates Públicos Virtuais: Lei de Combate às Fake News. Conforme Oeste publicou, a medida vai cercear a liberdade de expressão.

-Publicidade-

Terça-feira 28  O balanço financeiro das empresas Pfizer e AstraZeneca vai ocupar os holofotes do setor farmacêutico, de acordo com o jornal Financial Times. As empresas estão desenvolvendo vacina contra a covid-19.

Quarta-feira 29  Deputados pretendem votar o auxílio de R$ 4 bilhões para o setor de transporte coletivo de Estados e municípios. Além disso, nos Estados Unidos, o Fed (banco central) discute planos de estímulos à economia.

Quinta-feira 30  Empresas do setor de tecnologia, como a Apple e a Amazon, divulgam o balanço referente a este mês. Espera-se que, com o fechamento de lojas em razão da pandemia de coronavírus, haja redução nas receitas.

Sexta-feira 31  Países da União Europeia divulgam projeções de seus PIBs, que devem sofrer queda. Segundo o Financial Times, a China publicará suas estimativas econômicas, que darão sinais da recuperação no país pós-covid-19.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Depois que o Congresso votar a Lei da Mordaça, cabe a nós, eleitores, divulgar exaustivamente por todos os meios, todos os dias, dia sim, outro também, os nomes de Deputados e Senadores que usam o poder que lhes outorgamos, para fazerem o progresso do Brasil, mas usam esse poder para nos censurar, calar, prender, apreender equipamentos, cercear o que a Constituição nos autoriza. Para a escumalha da política e do Judiciário a Constituição não vale nada, é apenas um amontoado de papel e letras que usam apenas para defender seus bandidos de estimação, seus próprios privilégios, negociatas cabulosas, conivência com empreiteiros e bandidos de todos os matizes. Como explicar a nossos filhos que é normal os Presidentes das duas Casas do Congressos estão enrolados na Justiça, que o Presidente do STF, a maior Instância da Justiça do país é personagem de planilhas da corrupção da Odebrecht, com direito a codinome e grana aos montes recebida às escondidas? Como achar normal que esposas e filhos de Ministros do STF pratiquem uma advocacia de privilégios ganhando milhões com ” embargos auriculares “? Como achar normal que o Presidente do STF teve sua casa reformada num projeto de milhões sabidamente desviados de Contratos firmados com a União? Vai ter Eleição neste ano e devemos começar por ela a ASSEPSIA necessária. Cabe apenas a nós apear essa gente asquerosa, essas almas sebosas do poder, de maneira que seus filhos e seus netos saibam que foram defenestrados por serem bandidos, corruptos e desumanos. Tomara que a História seja impiedosa com essa corja!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.