Petrobras recupera valor de mercado pré-saída de Castello

É o que mostram dados de uma consultoria
-Publicidade-
Queda no valor de ações se deu por possíveis interferências na política de preços
Queda no valor de ações se deu por possíveis interferências na política de preços | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Com o anúncio da saída do então presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, o valor de mercado da estatal caiu para R$ 354,79 bilhões em 19 de fevereiro (um dia antes, era de R$ 383 bilhões). Na quinta-feira 24, o número alcançou R$ 388,5 bilhões, conforme o mais recente levantamento da consultoria Economatica, obtido pelo site Poder 360.

À época, a queda no valor das ações foi ocasionada por possíveis interferências do governo na política de preços da companhia pública. O presidente Jair Bolsonaro alegara que a troca na gerência se deu por problemas administrativos. Hoje, a petrolífera é comandada pelo general Joaquim Silva e Luna, ex-diretor da usina hidrelétrica de Itaipu, no Paraná.

Leia também: “Para que serve a Petrobras”, artigo de J.R. Guzzo publicado na Edição 49 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site