-Publicidade-

Primeiro dia do Pix restrito tem 1,6 mil transações

Por enquanto, instituições financeiras só podem disponibilizar novo sistema de pagamento instantâneo para até 5% dos clientes.
Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central | Foto: Divulgação/Banco Central
Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central | Foto: Divulgação/Banco Central | pix, tarifa, banco central, instituições financeiras

Por enquanto, instituições financeiras só podem disponibilizar novo sistema de pagamento instantâneo para até 5% dos clientes

pix, tarifa, banco central, instituições financeiras
Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central | Foto: Divulgação/Banco Central

Entre 9h e 17h dessa terça-feira, 3, o Pix, novo sistema de pagamentos e transferências instantâneo do Banco Central (BC) realizou cerca de 1,6 mil transações, com um tíquete médio de R$ 90 e tempo para pagamentos dentro dos esperados dez segundos.

As informações foram fornecidas pelo chefe e pelo chefe-adjunto do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do BC, Ângelo Duarte e Carlos Eduardo Brandt, respectivamente, em entrevista coletiva concedida ainda ontem.

Todos os usuários selecionados para participar da fase restrita de operação pelas 762 instituições cadastradas pelo BC podiam receber dinheiro pelo sistema, mas elas tiveram de selecionar entre 1% e 5% dos clientes para enviar valores.

Leia também: 20 dúvidas que você pode ter sobre o Pix

“A quantidade limitada de clientes é justamente para que todos possam terminar todo processo de acionamento do sistema com a maior tranquilidade possível, e impactando a menor quantidade de agentes”, explicou Brandt.

A partir da próxima segunda-feira, 9, bancos e instituições financeiras poderão aumentar o número de clientes que utilizam o sistema gradualmente até que em 16 de novembro, ele será liberado para todos os que forem cadastrados, sem limite de valores e horários.

Até o momento, mais de 25 milhões de pessoas já optaram por utilizar o serviço e 60 milhões de chaves foram cadastradas.

Contudo, cabe ressaltar que o BC permitiu que os bancos passem a cobrar taxas de serviço a quem usar o Pix mais de 30 vezes ao mês, o que não era previsto no projeto original.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês