Sebrae: pequenas empresas que aderiram ao Pix têm menor perda de faturamento

Serviço é utilizado atualmente por 77% dos pequenos negócios
-Publicidade-
Até o dia 31 de agosto, já haviam sido realizados quase 974 milhões de transações via Pix
Até o dia 31 de agosto, já haviam sido realizados quase 974 milhões de transações via Pix | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Um levantamento realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), mostra que as pequenas empresas que aderiram ao Pix registraram uma queda de faturamento 11% menor do que as companhias que ainda não utilizam o novo sistema.

Segundo a pesquisa, feita na última semana de agosto, os negócios adeptos do Pix tiveram uma perda de 33%, enquanto quem não aderiu caiu 44%.

Leia mais: “‘Bandidos do Pix’ são presos depois de dois ataques em SP”

-Publicidade-

Um dos recursos mais utilizados pelas pequenas e microempresas para superar os prejuízos econômicos causados pela pandemia de covid-19, o Pix é usado atualmente por 77% dos pequenos negócios.

Leia também: “Banco Central muda regras do Pix para diminuir número de fraudes”

De acordo com o Banco Central (BC), mais de 106 milhões de pessoas, incluindo microempreendedores individuais (MEIs) e empresas, já utilizam o Pix. Ao todo, há mais de 313 milhões de chaves Pix cadastradas nas quase 800 instituições habilitadas para ofertar o serviço — entre bancos, fintechs, instituições de pagamento e cooperativas de crédito.

Até o dia 31 de agosto, já haviam sido realizados quase 974 milhões de transações, que movimentaram mais de R$ 530 milhões.

Leia também: “Banco Central projeta crescimento de 4,7% do PIB em 2021”

Com informações do G1

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.