Juros básicos são reduzidos ao menor patamar da história: 3% ao ano

Este é o sétimo corte consecutivo e teve como motivações a pandemia de coronavírus que levou à queda da atividade econômica no Brasil e à inflação.
-Publicidade-
Sede do Ministério da Economia em Brasília | Foto: José Cruz / Agência Brasil
Sede do Ministério da Economia em Brasília | Foto: José Cruz / Agência Brasil | Ministério da Economia

Este é o sétimo corte consecutivo e teve como motivação a pandemia de coronavírus, que levou à queda da atividade econômica brasileira e da inflação

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) reduziu nesta quarta-feira, por unanimidade, a Selic, a taxa básica de juros, em 0,75 ponto porcentual, de 3,75% para 3% ao ano. É o sétimo corte consecutivo da taxa, após período de 16 meses de estabilidade. Com isso, a Selic chega a novo piso da série histórica do Copom, iniciada em junho de 1996.

-Publicidade-

O corte era esperado pelos economistas. Isso porque, com a pandemia do novo coronavírus, a atividade econômica despencou no Brasil assim como a inflação. A avaliação era de que a Selic seria novamente reduzida pelo BC para estimular a economia.

O Copom se reúne a cada 45 dias para definir a Selic, com o objetivo de cumprir a meta da inflação. A meta é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), órgão formado pelo Banco Central e Ministério da Economia.

Quando a inflação está alta ou há indicações de que ficará acima da meta, o Copom eleva a Selic. Dessa forma, os juros cobrados pelos bancos tendem a subir, encarecendo o crédito e freando o consumo, o que reduz o dinheiro em circulação na economia. Com isso, a inflação tende a cair.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.