-Publicidade-

‘Startup’ que financia produtores rurais quer movimentar R$ 500 mi em 2021

TerraMagna tem em torno de 60 clientes, entre revendas, agroindústrias e cooperativas
Rodrigo Marques e Bernardo Fabiani querem expandir a empresa neste ano
Rodrigo Marques e Bernardo Fabiani querem expandir a empresa neste ano | Foto: Divulgação/TerraMagna

A agropecuária brasileira teve um salto de 1,2% em 2020. Na contramão da queda do Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB), o agro fez do Brasil o maior exportador do mundo, mesmo em meio à pandemia. Os investimentos em tecnologia seguiram a tendência, o que também beneficiou startups do setor.

TerraMagna, a agtech que financia produtores rurais por meio da revenda, viu o crédito concedido em 2020 ultrapassar a casa dos R$ 50 milhões. A dimensão do setor foi o que atraiu os fundadores da empresa, Bernardo Fabiani e Rodrigo Marques, a investirem no setor agrícola. “Olhamos para o crédito por saber que o volume movimentado é colossal, ao mesmo tempo em que a avaliação de risco para esse setor ainda é muito ineficiente”, diz Fabiani, presidente da startup.

A agtech tem em torno de 60 clientes, entre revendas, agroindústrias e cooperativas, com maior concentração no Cerrado. Ao todo, a TerraMagna monitora 8,3 milhões de hectares no Brasil, o triplo quando comparado ao ano anterior. Esse salto só foi possível graças a uma rodada de investimento de US$ 2 milhões que aconteceu em setembro de 2019 liderada pelo fundo de venture capital ONEVC, Accion Venture Lab e pelo MAYA Capital, fundo de Lara Lemann.

Leia também: “Em um ano, ‘startups’ do Rio recebem aporte de R$ 2 bi”

Com informações de Exame

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês