-Publicidade-

Valec será incorporada à estatal do trem-bala

Governo quer reduzir gastos com a fusão das empresas
O ministro Tarcísio de Freitas comemora os possíveis R$ 75 bilhões em investimentos privados conseguidos por sua pasta com as concessões até 2021 | Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil
O ministro Tarcísio de Freitas comemora os possíveis R$ 75 bilhões em investimentos privados conseguidos por sua pasta com as concessões até 2021 | Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil | concessões, tarcísio de freitas, ministério da infraestrutura, aeroportos, rodovias, ferrovias, investimentos, privatizações

Governo quer reduzir gastos com a fusão das empresas

valec será incorporada à estatal do trem
A previsão é que o plano de reestruturação seja apresentado em até 90 dias | Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

O governo planeja unir a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias e a Empresa de Planejamento e Logística (EPL) para reduzir gastos públicos e “torná-las eficientes”. A informação foi divulgada pelo Ministério da Infraestrutura, na segunda-feira 19. De acordo com a pasta, a nova estatal vai se chamar Infra S.A. Hoje, a EPL atua na elaboração de estudos técnicos para as concessões de transportes. Foi criada, em 2012, no governo Dilma Rousseff com a promessa de lançar o trem-bala, que ligaria os Estados Rio-São Paulo. Já a Valec é responsável pela construção e administração de ferrovias federais.

Quer saber quanto custam estatais como a do trem-bala? Leia, então, “O preço da ineficiência”, reportagem publicada na edição n° 2 da Revista Oeste

Segundo o ministério, a fusão reduzirá os custos de manutenção da União e “priorizará o que há de melhor em conhecimento e capital humano de ambas para projetos de infraestrutura”. A previsão é que o plano de reestruturação seja apresentado em até 90 dias e o processo concluído em 270 dias. “A partir da junção, a Infra S.A. terá a missão de estruturar os projetos de concessão de ativos à iniciativa privada a longo prazo”, garantiu a pasta, em nota. “Esperamos engajamento nesse processo para que possamos projetar uma nova empresa”, afirmou o ministro Tarcísio Gomes de Freitas.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês