Vendas de Natal crescem 11% em 2021, informa Cielo

De acordo com o ICVA, o setor de Turismo teve destaque nesse aumento
-Publicidade-
Vendas físicas cresceram 9%
Vendas físicas cresceram 9% | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

As vendas de Natal no Brasil cresceram 11%, aponta o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). O levantamento compara o período de 19 a 25 de dezembro entre os anos de 2020 e 2021.

Dentre os destaques, as vendas de Natal por e-commerce registraram alta de quase 39%. Ao mesmo tempo, o comércio físico cresceu aproximadamente 9%. Dos Estados brasileiros, Santa Catarina apresentou o maior aumento, com alta de 14%, seguido por Rio de Janeiro (13%) e Minas Gerais (9%).

-Publicidade-

Na análise do ICVA, por categoria, o setor de Turismo e Transporte lidera o índice, com aumento de 73% da receita. Logo depois, aparecem itens de Livrarias, Papelarias e Afins (+15,9%). Além disso, outras áreas como vestuário, artigos de esportes e joalherias também cresceram de modo considerável.

O varejo alimentício especializado, como lojas de chocolates, bebidas e doces, ficou com o menor aumento do índice para as vendas de Natal: cerca de 2%.

Na avalição de Pedro Lippi, Head de Inteligência da Cielo, o faturamento do Varejo no Natal teve um desempenho superior ao registrado na Black Friday, em novembro. Assim, ele explica que o grande destaque do e-commerce foi impulsionado pelas vendas de Natal do setor de Turismo e Transporte. “Sem esse setor, o e-commerce teria um crescimento de 23,2%”, afirmou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.